O corpo de Yrna de Souza Castro de 27 anos, foi encontrado no porta malas do carro de seu namorado, o jornalista e empresário, Gregório Donizete, na cidade de Fortaleza na capital do Ceará. Segundo o portal de notícias G1, a universitária apresentava sinais de overdose, a polícia continua investigando o caso.

Entenda como tudo aconteceu

A Polícia Civil informou que a estudante Yrna de Souza Castro, morreu no apartamento de seu namorado, na noite de sábado (30). O corpo da jovem estava no porta malas de um carro de luxo, Mercedes Benz, na garagem do prédio onde o empresário mora.

De acordo com as primeiras investigações, a estudante morreu de overdose devido ao uso de entorpecentes.

Publicidade
Publicidade

Gregório Donizete vai ser indiciado por ocultação de cadáver, por ter permanecido com o corpo da namorada por mais de 12 horas, sem que ele tenha comunicado a polícia e a família da vítima.

Overdose

Em depoimento a polícia, o empresário declarou que o casal compareceu a uma festa no sábado a noite e depois foram para o apartamento de Gregório, onde segundo ele, fizeram uso de entorpecentes. Ele afirma que usaram drogas durante a madrugada e que em um certo momento, Yrna começou a passar mal e faleceu.

Quando Gregório, percebeu que a namorada havia morrido, levou o corpo da jovem até a garagem e o colocou no porta malas do seu carro. Durante os esclarecimentos dados a polícia, ele indicou o local onde o corpo estava.

Policiais da DHPP - Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa, juntamente com a equipe Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), foram até o endereço indicado onde encontraram o corpo da universitária.

Publicidade

De acordo com os investigadores da polícia e peritos que estiveram no local, o corpo da estudante não apresentava sinais de violência e não tinha nenhum tipo de perfuração. O corpo de Yrna foi levado para o Instituto Médico Legal, para que a causa da morte seja confirmada.

Namorado liberado

Embora tenha sido indiciado por ocultação de cadáver, o empresário e jornalista Gregório Donizete, foi liberado e vai aguardar a conclusão do inquérito em liberdade. O advogado do empresário, informou que a família do cliente, "passa por um momento difícil e quer se reservar", por este motivo, não vai se pronunciar sobre o acontecimento. #Investigação Criminal #Casos de polícia