Nesta semana, um caso envolvendo uma menina de 16 anos estuprada por mais de 30 homens chocou o Brasil, conseguindo ser o assunto mais procurado e debatido das redes sociais. No entanto, alguns famosos acabaram se encrencando ao tecer comentários sobre o assunto. Uma briga envolvendo dois deles pode ir parar na justiça. A informação é da jornalista Keila Jimenez em reportagem publicada neste domingo, 29. Danilo Gentili, humorista do SBT, e o jornalista José Trajano, da ESPN, podem acabar se vendo apenas nos tribunais. 

Isso porque no programa desta sexta-feira, 27, a presença do comediante em um programa esportivo da ESPN virou motivo de irritação de alguns funcionários.

Publicidade
Publicidade

Ele foi convidado para participar do 'Bate-Bola Debate'. Em outra atração, o 'Linha de Passe', Trajano fez uma espécie de comunicado e disseque falava em nome de um grupo da emissora, que estava enojado com a participação de alguém que faria apologia ao estupro. No texto dito no ar, o comentarista esportivo também faz referência a Rafinha Bastos. Rafinha

Até mesmo a equipe da ESPN ganhou broncas, sendo chamada de alienada. "Eu tô falando isso tudo aqui pra que a gente não saia na rua amanhã e seja confundido com o pensamento dessa gente, que eu e esse grupo abominamos'', continuou dele detonando o comunicador. Danilo usou o Facebook para negar que faça apologia ao estupro. Ele ainda criticou o jornalista e disse que o funcionário do canal esportivo era um aproveitador. De acordo com o humorista, o comentário que fez e foi até apagado, tinha sido do ano de 2012, quando ele falava sobre a postura política do Partido dos Trabalhadores (PT).

Publicidade

Agora a confusão pode terminar com processos de calúnia e difamação. Nenhuma das partes confirmou que irá parar na justiça para resolver essa polêmica. Enquanto isso, a polícia civil do Rio de Janeiro tenta identificar os suspeitos de estarem envolvidos no estupro coletivo da menina uma semana depois do acontecimento. Um homem foi preso, mas depois liberado por falta de provas.  #Crime