Pelo visto a trajetória da tocha olímpica pelo Brasil não tem sido nada fácil. Sua passagem pelas cidades é motivo de festa e comemoração para muitos brasileiros e motivo de revolta para outros tantos. Nos últimos dias temos visto alguns cidadãos tentando apagá-la como forma de protesto contra a atual situação financeira e política do país. Pessoas indignadas com o tanto de dinheiro investido nas cidades para receber a tocha, mesmo com a crise econômica, a corrupção e o desemprego que assolam o país. 

Nesta quarta-feira (29) quem resolveu ousar e tentar apagar a tocha olímpica foi um homem de 35 anos, chamado Daniel Ferreira, da cidade de Cascavel, no Paraná. O caso aconteceu logo no início do percurso da tocha, na Praça Itália, na Avenida Brasil da cidade.

Publicidade
Publicidade

Assim que o primeiro revezador pegou a tocha e começou a correr, Daniel acionou um extintor e tentou acertar a chama olímpica. Além de não alcançar o objetivo inicial, pois não conseguiu apagar o fogo, ele foi derrubado e preso por Policiais da Força Nacional.  

Daniel está desempregado e alegou que a atitude foi um protesto pela péssima situação do Brasil. Diz não aprovar o atual governo e a miséria e desigualdade social entre os brasileiros. Ele foi encaminhado à delegacia e responderá por dano qualificado ao patrimônio público, além de perturbação ao trabalho e sossego. Para ser solto terá que pagar uma fiança estipulada em R$ 1.500. 

Outros casos semelhantes

Daniel não foi o primeiro a ter a ideia de tentar apagar a tocha olímpica. No último domingo (26), um homem foi preso na cidade de Maracaju, no Mato Grosso do Sul, ao tentar apagar a chama com um balde d'água. O homem de 27 anos alegou ser apenas uma brincadeira e foi solto após pagar fiança de R$ 1.000.

Publicidade

Na quinta-feira anterior (23), tinha sido a vez de Cuiabá, no Mato Grosso, onde um morador de um prédio aproveitou a passagem da tocha na Avenida Getúlio Vargas para lançar um jato d'água em sua direção.

Por enquanto nenhum deles alcançou o propósito de apagar o fogo olímpico. Vamos aguardar para ver o que mais a passagem da tocha pelo país nos reserva. #Rio2016 #Crise no Brasil #Protestos no Brasil