Eloísa Samy voltou a ser notícia neste ano por defender uma vítima de estupro no Rio de Janeiro. De acordo com informações do colunista Lauro Jardim em nota publicada nesse sábado, 18, a mulher que é famosa pelo seu ativismo será uma das candidatas ao cargo de vereadora na cidade do Rio de Janeiro. Em uma rede social, a advogada que acabou sendo afastada do caso de estupro pela própria família da vítima, compartilhou a nota do jornal 'O Globo' e escreveu: "affee, fui descoberta". Ela será candidata pelo PSOL, partido de ideologia mais voltada à esquerda. 

Já em um comentário, Eloísa ironizou o fato da notícia ter saído em um veículo das Organizações Globo.

Publicidade
Publicidade

"Sinceramente, não entendo essa repentina atração de O Globo pela minha pessoa", escreveu ela. Em tempo, a menina que disse ter sido estuprada por 33 homens já está morando em outro estado e participa de um programa de Proteção à vítima. A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o caso e constatou que, na verdade, sete criminosos participaram dos atos libidinosos que chocaram o país. 

Não é a primeira vez que Samy protagoniza polêmicas. Em 2013, ela chegou a ter um pedido de prisão expedido pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Naquele ano, ela foi acusada de integrar o grupo black block, que depredou diversos prédios públicos e particulares na cidade maravilhosa. Para evitar uma prisão, ela chegou a pedir asilo na embaixada do Uruguai, mas não foi atendida. A advogada não chegou a ser presa, já que o pedido de prisão foi revogado posteriormente. 

Veja a publicação feita pela ativista no Facebook:

Diversos seguidores de Eloisa comemoraram a notícia e disseram que votariam  neta na Eleição do Rio de Janeiro.

Publicidade

Se depender deles, ela estará eleita. Veja abaixo alguns dos comentários feitos na rede social:

"Que você vai ser candidata eu sabia ha uns 10 dias. Só não mudo para o Rio para votar em você porque o aluguel aí é muito caro!"

"E sera eleita! Ja tem os votos da minha familia! E faço questão de fazer campanha! Compartilhar! Avatares! Trocar capa de facebook!".  #Crime #Eleições 2016