A Comissão do #Impeachment já se arrasta durante meses. Não é incomum ouvir políticos dizerem que estão cansados de tanta procrastinação. Os que querem a queda da presidente afastada Dilma Rousseff dizem que petistas estão enrolando o quanto podem a votação contra a companheira do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta quarta-feira, 22, no entanto, pela primeira vez vimos advogados dormindo em plena defesa. O fato aconteceu em uma das reuniões da Comissão do Impeachment do Senado, em Brasília.

Enquanto o advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, parecia meio sonolento, um dos seus auxiliares, Gabriel Carvalho Santana, demonstrou total cansaço.

Publicidade
Publicidade

Enquanto o ex-Ministro da Justiça defendia que o impedimento era um "golpe de estado", ele cochilava em plea sessão. De acordo com informações do site do jornal 'O Estado de São Paulo',  na defesa do advogado está quem acompanha as sessões. Companheiros dizem que Santana trabalha muito. Segundo consta, ele está presente na maioria dos debates, que são intermináveis e chatos.

A situação foi tão cômica que o advogado de Dilma decidiu soltar uma piadinha sobre a situação, mas ela acabou sendo contra ele mesmo. Cardozo provocou risos ao afirmar, durante a Comissão do impeachment de #Dilma Rousseff, que “o direito não socorre aqueles que dormem”. Após dizer a frase, o ex-Ministro da Justiça comentou que a expressão não era sobre o seu auxiliar, mas sim sobre a briga que é a comissão, com uma quebra de braço dos dois lados.

Publicidade

Enquanto um dos assessores da defesa de Dilma dormir, Cardozo tentava convencer que fosse dado mais tempo as 40 testemunhas que ela mandou convocar. No entanto, não conseguiu. Após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), cada uma delas terá apenas três minutos para falar.

Não é a primeira vez que Cardozo e sua equipe protagonizam momentos bizarros durante a comissão do impeachment. Na semana passada, o advogado de Dilma chegou a fazer um agradecimento a um dos juristas mais famosos do Brasil, 'Tomás Turbando'. Novamente uma piada interna da equipe dele.