O cantor Júnior Lima, eternamente chamado de "o Júnior da dupla Sandy e Júnior", estrela uma surpreendente campanha da Nextel intitulada “Tá nas suas mãos”. Nela, personalidades falam sobre os desafios que enfrentaram ao longo da vida ou de suas carreiras. No caso de Júnior, os desafios são os rótulos que lhe foram impostos pela imprensa ao longo de sua trajetória. Na peça, ele faz rápidas referências a críticas que recebe por conta das suas escolhas profissionais, a relação com sua irmã e os boatos de que é homossexual. "Aquele que nunca saiu do armário", finaliza. Ao final do vídeo, o músico fala o mote da campanha: "rótulos nunca vão me definir, quem me define sou eu".

Publicidade
Publicidade

Em apenas 24 horas, o vídeo já teve mais de 100 mil acessos. Assista:

A campanha é uma criação da agência LDC e visa firmar o novo posicionamento da Nextel. A empresa diz que os consumidores ainda veem a companhia como uma operadora de rádio, quando na verdade é mais do que isso. Sem rótulos. O gerente de #Comunicação da Nextel, Meliza Pedroso, disse, em entrevista ao site Meio e Mensagem, que, na era das redes sociais, as pessoas estão julgando demais, e que é preciso uma maior reflexão sobre isso. "Mesmo sendo, há três anos, uma operadora completa, ainda somos rotulados como somente rádio”, reclama. Ao G1, Meliza afirmou que os rótulos são prejudiciais às imagens das pessoas. De acordo com ele, esses julgamentos são superficiais e "não nos definem". 

A propaganda será veiculada na TV aberta e fechada, com preferência para intervalos de programas e transmissões esportivas.

Publicidade

A empresa promete colocar no seu perfil do Facebook, em breve, uma entrevista com Júnior Lima.

Daniela Cicarelli

Quem também participa da campanha, em outro vídeo, é a apresentadora Daniela Cicarelli. Na peça, Cicarelli fala sobre o casamento com seu ex-marido Ronaldo Nazário e os pontos baixos de sua carreira. Veja:

O vídeo também se tornou viral e já teve mais de 100 mil visualizações em apenas quatro dias. Alguns internautas criticaram, entretanto, a ausência de citações ao episódio em que a apresentadora foi filmada tendo relações sexuais em uma praia.