O megatraficante brasileiro Jorge Rafaat Toumani, acabou tendo um fim tráfico para ele na noite desta quarta-feira, 16. Conhecido como 'O Rei da Fronteira', Jorge levou 16 tiros e teve o crânio completamente destruído. Ele foi morto depois de um tiroteio com fuzis. O traficante só foi encontrado porque armaram uma emboscada para ele na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Ele passava os dias na região como um empresário de segurança. Ele usava a empresa para defender seu grupo criminoso. A cidade faz fronteira com o Mato Grosso do Suil. 

O enterro do narcotraficante ocorreu nesta quinta-feira, 16, em solo brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Por conta da morte, de acordo com a Revista Veja, o Brasil entrou em alerta. A segurança da fronteira foi reforçada e as polícias chamadas. O temor é que novos tiroteios possam acontecer na região para vingar a morte do mafioso. O brasileiro foi morto com artilharia anti-aérea. Tiros capazes de derrubar um helicóptero foram dados no traficante. Além disso, armas "menores" também foram usadas na cena do #Crime, como uma metralhadora Browning M2. 50. Todos armamentos usados apenas por militares. Esse tipo de arma não é vendida pra civis, mesmo aqueles que tem porte. 

O brasileiro que vendia drogas ilegais andava com um jipe blindado preto. Antes de morrer, no entanto, ele resistiu. Quadrilhas da região trocaram tiros por diversos locais. Por sorte, não há notícias de mortos ou feridos na ação, que não sejam os próprios bandidos.

Publicidade

O tiroteio também teve a participação da Polícia Nacional do Paraguai, que estaria sabendo da emboscada.

Ao todo, sete pessoas foram presas. Um dos homens que atirou em Rafaat também é brasileiro. Ele está internado em estado grave em uma clínica particular da região. Quem viu as cenas garante que a sequência mais parecia um filme ou série policial. Seguranças de Rafaat tentaram defender ele até o final. Eles usavam picapes e fizeram uma perseguição pelas ruas de Pedro Juan Cabellero. As cenas com o brasileiro morto impressionaram até mesmo os policiais. O corpo do brasileiro tinha 16 balas. O rosto dele foi destruído.  #Investigação Criminal