No programa “Cidade Alerta” dessa semana, foi divulgado o áudio que confirmava tudo o que foi dito pela mulher assediada pelo cantor Biel. Segundo ela, o músico teria dito o seguinte:  “Menina, se eu te pego eu te quebro no meio! Queria que sua entrevista fosse a última para te levar para um hotel e te estupraria rapidinho”.

A denúncia de assédio sexual partiu de uma repórter do iG. O cantor teria dito barbaridades para a profissional, e ainda chegou a pedir um selinho para a moça, que tem 21 anos. A vítima pediu para não ser identificada.

O suposto #Crime aconteceu no início de maio, e a queixa foi prestada na 1ª Delegacia da Mulher de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

Depois da repercussão do caso, o cantor está sendo vetado em diversos programas da Rede Globo, e até mesmo da lista dos participantes do revezamento da tocha olímpica de Fortaleza –CE.

"Estamos torcendo para que tudo se resolva da melhor forma possível para todos. Mas preferimos que os valores olímpicos não sejam vinculados ao ocorrido. Queremos passar uma imagem de paz. Por isso, MC Biel foi desconvidado", informou a a assessoria de imprensa do Comitê da Rio 2016.

Entre os programas da Globo que o músico foi cortado estão: Domingão do Faustão e o Caldeirão do Hulk. Além disso, a sua música, que fazia parte da trilha sonora de Haja Coração, “Química”, foi retirada da novela. Segundo a equipe da trama, a música deve ser evitada até que tudo esteja resolvido.

A assessoria de imprensa de Mc Biel, em nota, se desculpou pelas atitudes do músico e disse que se tratou de um mal intendido.

Publicidade

Já o cantor se manifestou em seu Facebook alegando que estava apenas brincando com a moça, mas não se desculpou.

“Tudo não passou de um mal entendido e já está tendo as medidas cabíveis sendo tomadas. Só queria entender como que em sã consciência eu falaria tudo o que falei se fosse na maldade, sabendo que estava sendo filmado e ciente da presença de mais umas cinco pessoas na sala na hora da entrevista...” escreveu ele em sua página na rede social.

O caso, além de estar sendo investigado na Delegacia da Mulher, também teve um inquérito aberto na Polícia Civil de São Paulo, que em nota afirmou:

"A Polícia Civil informa que foi instaurado inquérito por assédio sexual na 1ª DDM da Capital e que o caso segue em investigação. Acusado e vítima já foram ouvidos e testemunhas prestarão depoimento nos próximos dias". #Famosos #Casos de polícia