Uma onça que foi usada durante um evento de revezamento da tocha olímpica em Manaus, no Amazonas, foi morta com um tiro, logo depois de participar da cerimônia. O caso ganhou enorme repercussão nas redes sociais e causou a revolta de milhares de internautas.

O fato aconteceu na manhã desta segunda-feira, 20 de junho, logo após o evento para celebrar as Olimpíadas 2016 no Rio de Janeiro. A onça estava sendo levada de volta ao seu recinto, no zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), pertencente ao Exército Brasileiro, quando escapou da jaula. Um grupo de veterinários do exército foi chamado para tentar capturar o animal.

Publicidade
Publicidade

Durante a ação, a equipe disparou um tiro de tranquilizantes na onça, chamada Juma. Nesse instante o felino teve uma reação agressiva e atacou um dos militares. Foi nessa hora que os oficiais do exército dispararam um único tiro que matou a onça na hora.

Em nota, o Exército confirmou o incidente e afirmou que irá abrir um processo administrativo para apurar as circunstâncias em que a onça foi morta e de que maneira ela escapou.

Internautas repercutem execução da onça

Na #Internet, várias pessoas protestaram sobre a morte da onça. A maioria dos internautas questionam se realmente haveria necessidade de executar o animal e questionaram o fato da presença da onça neste tipo de evento não teria gerado a tensão e o estresse que acarretou a fúria do animal. Alguns comentários mencionam se este seria o “legado” que as olimpíadas deixará ao Brasil

Vídeo de execução de gorila nos EUA

Esse é o segundo caso sobre a execução de um animal que gera grande repercussão na mídia e nas redes sociais.

Publicidade

No fim de maio, um gorila foi executado dentro do seu próprio recinto, em um zoológico nos Estados Unidos, depois que uma criança cruzou as barreiras de proteção e caiu dentro da jaula do animal. Em um primeiro momento, o gorila parece curioso e tenta brincar com o garotinho. Porém, instantes depois, ele é executado com vários tiros para evitar que ferisse a criança. #Animais #Rio2016