O Brasil é um país onde tudo pode acontecer. Na manhã desta segunda-feira, 13, por exemplo, a presidente afastada Dilma Rousseff teve o seu primeiro encontro oficial com o 'Pixuleco', boneco que representa o ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva com roupas de presidiário. No momento do encontro, Dilma realizada suas tradicionais pedaladas matinais. O homem com a fantasia de Pixuleco descobriu qual era o roteiro de Rousseff e tentou chegar perto dela. No entanto, a presidente estava escoltada por dois seguranças, além de um personal trainer. 

O Pixuleco ciclista foi então contido por uma barreira de carros.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações do site da revista Veja em reportagem publicada nesta segunda, Dilma teria aumentado a velocidade de sua bike. Rousseff tomou a atitude surpreendente na altura do hotel Royal Golden Tulip. A presidente precisou mudar o sentido do seu percurso, dando o maior trabalho para seus assessores. Para fugir do Pixuleco, Dilma precisou dar uma passadinha na casa do presidente em exercício Michel Temer, do PMDB. 

Mas calma, ela realmente só passou por lá, pela frente da construção. O presidente Michel Temer ainda estava no local quando tudo ocorreu. O manifestante fantasiado foi identificado como Vinicius Carvalho. De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, o homem queria entregar uma caixa de pizza à presidente, simbolizando assim como foi o governo da representante do Partido dos Trabalhadores (PT) acabou não cumprindo diversas promessas.

Publicidade

Apesar do susto, Dilma deve manter a rotina de exercícios. Ela teria ganho um pouco de peso desde o afastamento, mas ainda mantém a silhueta bem mais fina do que quando assumiu o segundo mandato. Rousseff depois de correr do Pixuleco voltou para o Palácio do Alvorada. Ela teria rido da situação. O boneco presidiário de Lula foi muito usado durante as manifestações, em especial nas cidades de São Paulo e Brasília. Uma versão dele inflável virou um dos símbolos dos protestos contra o impeachment.  #Dilma Rousseff