Quem está bancando as viagens da presidente afastada Dilma Rousseff? Foi com essa pergunta que a jornalista Vera Magalhães viveu uma verdadeira saga para entender como a líder do Partido dos Trabalhadores consegue ter verbas para ir em comício por todo o país. Afinal, a Casa Civil proibiu que a petista utilizasse os aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para deslocamentos que não fossem entre Brasília e Rio Grande do Sul. Os gastos de Dilma não param aí. São diárias, comidas, deslocamentos, remédios e até roupas que muitas vezes precisam ser adquiridas. 

Mas quem banca a representante que foi reeleita pelos brasileiros depois do afastamento? Na semana passada, petistas chegaram a reclamar de uma suposta "mesquinharia" do presidente em exercício Michel Temer, do PMDB.

Publicidade
Publicidade

A própria Dilma chegou a usar seu Facebook oficial para chamar o peemedebista de "mesquinho". Naquela ocasião, entretanto, ela comentava o não aumento dado ao 'Bolsa Família'. Antes de sair, Rousseff prometeu aumentar em 9% o benefício, mas sequer assinou qualquer decreto que autorizasse o aumento. 

No entanto, apesar dos cortes feitos pela Casa Civil, ainda é o Palácio do Planalto que tem bancado boa parte das despesas de Dilma. Foi isso que a entidade informou á Veja quando questionada quem bancou um hotel e despesas da comitiva de Rousseff em São Paulo. Fomos nós contribuintes que ajudamos a bancar um quarto especial para a presidente repousar. 

Os voos de Dilma também provocam polêmicas. Jatinhos costumam ter seu fretamento por preços bem altos. O PT teria alegado à jornalista Vera Magalhães que não teria recursos para pagar pelos deslocamentos da aeronave, chegando a dizer que as viagens foram no famoso "0800", tudo cortesia.

Publicidade

A ideia não colocou muito. Na sexta-feira, 17, Marcio Macedo, tesoureiro do PT, disse à Veja que a viagem de Dilma à viagem foi paga dois dias antes de acontecer pela própria legenda. Ele, no entanto, não disse quanto foi gasto. O tesoureiro apenas confessou que teve um desconto sob o valor de mercado. Até a assessoria da presidente não sabia responder o valor. Que confusão! #Governo #Dilma Rousseff