Nesta quarta-feira, 29, o Equador fez mais uma vez ameaças contra o Brasil. No entanto, dessa vez, o tom virou piada. O país de não tanta grande relevância mundial virou meme entre internautas após dizer que pode "abandonar" a diplomacia com o Brasil. "Já vai tarde", disse um internauta ao compartilhar a informação. Mas o que está rolando entre o Brasil e o Equador? O país presidido por Rafael Correa disse através de seu Ministro das Relações Exteriores, Guillaume Long, que reavaliará novamente a diplomacia com o governo brasileiro.

A reavaliação foi uma ameaça contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. O Equador, de política bolivariana, revelou que se Dilma cair de vez, pode deixar de fazer negociações com o Brasil, que passa definitivamente a ser presidido pelo hoje interino Michel Temer, do PMDB.

Publicidade
Publicidade

O Ministro das Relações Exteriores do Equador, no entanto, revelou que até que o processo de impeachment seja  concluído, as relações bilaterais continuam. Ele revelou que o resultado do impedimento é o que pode fazer a mudança de postura na política governamental. 

O resultado trará a mudança diplomática, que tende a ser pior para o Equador do que para o Brasil. Isso porque nosso país é o maior e mais poderoso do continente. Além da economia em si, muitos insumos consumidos no Equador não são produzidos pela nação. A revelação do Ministro Long foi feita em uma coletiva dada a jornalista. Ele tem visitado algumas instituições ligadas à Organização das Nações Unidas (ONU). 

"Nós entendemos que a presidente Dilma Rousseff é a presidente constitucional do Brasil até que seja formalmente destituída", disse o Ministro em um tom de crítica contra o impeachment da petista.

Publicidade

O diplomata ainda disse que quando o processo começou a tramitar na Câmara dos deputados, o Equador já havia solicitado que um embaixador deixasse o Brasil. A represália também aconteceu de outros países, como a Venezuela. No entanto, no caso da Venezuela, oficialmente, o país nega que tenha retirado qualquer embaixador do Brasil. O governo Temer, inclusive, anunciou que fará doação de 15 insumos medicamentosos para o país presidido por Nicolas Maduro. 

O Ministro do Equador alega que Dilma não está sofrendo qualquer processo formal contra ela e que não reconhece o processo de impeachment; #Crime #É Manchete!