Uma família inteira pode ter se matado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A hipótese não é descartada pela polícia do estado, que já investiga o crime intrigante. Nesta quinta-feira, 02, cinco integrantes da mesma família foram encontrados mortos dentro de casa. O crime aconteceu no bairro Jardim Itu-Sabará, na capital do RS. De acordo com informações da polícia, investigadores foram até o local depois do forte cheiro que saia da casa. Quando chegaram ao local, os corpos já estavam em decomposição. Uma imagem, no entanto, não sairá tão cedo da cabeça dos policiais. Dente as vítimas estavam duas crianças, uma de cinco anos e outra de apenas dois meses. 

A Polícia já teria periciado dois dos corpos e nenhum buraco de bala foi encontrado, inclusive, no bebê, o que seria mais facilmente verificado.

Publicidade
Publicidade

No local também não haviam marcas de sangue. Apesar de nenhuma arma ter sido encontrada, a casa guardava um estojo de munição. O #Crime choca o Rio Grande do Sul. Muita gente acredita que a família possa ter sido envenenada, o que explicaria o fato de três adultos e duas crianças terem morrido ao mesmo tempo. 

A pessoa mais velha do grupo é Lourdes Felipe, de 64 anos. Ela é neta das duas crianças que morreram, Felipe e Miguel, o último deles de apenas dois anos. A mãe dos menores também morreu. Ela é Luciene Felipe, de 32 anos. O outro morto é João Pedro Felipe, de 32 anos. Não foi divulgado se ele seria o pai das crianças. 

A Polícia evita falar oficialmente o que teria levado à morte das cinco pessoas. Peritos estiveram no local e exames devem ser realizados nos corpos. Por isso, até sair o laudo da perícia, os investigadores ainda não terão uma linha de apuração a seguir.

Publicidade

Quem contou à polícia o que havia acontecido foi outra filha do casal. Ela revelou que pouco ia ao local e que falava com a família mais por telefone e redes sociais. No entanto, depois de muito tempo em silêncio, ela decidiu ir até à casa dos familiares e viu uma cena assustadora. O local está todo isolado e só pessoas autorizadas podem entrar. Por enquanto, a filha mais velha não é tratada como suspeita.  #Investigação Criminal