Augusto Heleno Ribeiro Pereira é um general-de-exército do Exército Brasileiro da reserva. Ele tem um grupo de admiradores no Facebook com quase 50 mil seguidores. Além de comandar o Exército, General Heleno foi comandante militar da Amazônia, além de Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia, trazendo grandes colaborações ao Brasil e também aos militares. De acordo com informações do site 'Papo TV' em nota publicada nesta quinta-feira, 09, o General teria convocado nessa semana os militares e simpatizantes da causa para uma grande manifestação a ser realizada no dia 31 de julho.

Manifestação contra afastada 

De acordo com a nota, a data comemorativa é uma das mais importante para os militares.

Publicidade
Publicidade

Será nela, que de acordo com Heleno, haverá o grande jogo da decisão. Segundo o texto, os brasileiros ainda não teriam despertado completamente para o que acontece no Brasil e nas ruas. O texto atribuído ao militar diz que a volta da presidente afastada Dilma Rousseff causaria um grande desastre ao país. Segundo o militar, o retorno da representante do Partido dos Trabalhadores (PT) ao poder teria valor destrutivo, causando um desastre que sequer pode ser calculado. 

O militar da reserva diz que o retorno de Dilma seria como um crime de "lesa Pátria". A expressão "lesa" era bastante utilizada durante o período imperial, quando os crimes eram tipificados como "lesa majestade". General Heleno acusa ainda o governo federal de continuar aparelhado com nomes do Partido dos Trabalhadores. Para o militar, militantes petistas seriam capazes de tudo para voltar ao poder.

Publicidade

"Têm tudo a perder e nenhum escrúpulo. O país segue imobilizado, assistindo chicanas e manobras, produzidas por alguns políticos da pior espécie", conclui ele no texto que ao fim tem um assinatura. 

Retrospecto online

O general é conhecido por desafiar até mesmo a própria instituição militar quando não está satisfeito com uma determinação. No ano passado, ele chegou a criar uma mobilização nas redes sociais pedindo a volta de um general que foi retirado do cargo. #Dilma Rousseff