Um #Crime bárbaro aconteceu na cidade mineira de Buenópolis, localizada na região central do estado. Jairo Lopes, de 42 anos, está sendo apontado como suposto autor do crime de estupro de uma menina de 10 anos, Raiane Aparecida Cândida Costa. Além de estuprar a menina, Jairo Lopes arrancou seu coração, demonstrando uma crueldade sem tamanho.

O crime ocorreu na zona rural de Buenópolis, no dia 31 de maio, quando a menina Raiane de 10 anos estava esperando o ônibus escolar para ir para a aula, na comunidade de Salobro, mas foi surpreendida pelo estuprador que levou a menina até o mato e cometeu o crime.

A família de Raiane, quando desconfiou que a menina estava desaparecida, comunicou à Polícia Militar, que iniciou a procura da menina.

Publicidade
Publicidade

Ela foi encontrada dois dias depois sem vida e com o coração arrancado, em um matagal perto de sua residência.

O crime provocou uma revolta entre os moradores, devido à crueldade cometido contra a menina. A Polícia Civil iniciou a investigação do caso, e descobriu que Jairo Lopes foi o responsável pelo ato criminoso.

A busca pelo suspeito foi iniciada, porém, ele não foi encontrado. Há indícios de que o criminoso esteja se escondendo nas matas da região, o que dificulta sua localização. Além da polícia, os moradores fizeram uma equipe de busca, com intuito de achar e prender Jairo.

A Polícia Militar intensificou a busca nesta segunda-feira, 6. Cerca de 80 militares irão fazer um pente fino na zona rural de Buenópolis para encontrar o suspeito. 

Segundo relatos de uma testemunha, o maníaco foi até sua residência à procura de comida, e assim que foi atendido voltou novamente para a mata.

Publicidade

O sargento responsável pela equipe de busca disse que o criminoso poderá ser encontrado a qualquer momento.

O criminoso, Jairo Lopes, já havia cometido abuso sexual de duas meninas, no município de Bocaiuva, cidade que faz fronteira com Buenópolis, e onde ele já residiu. Os policiais acreditam que o suspeito esteja indo para lá, por isso os policiais da cidade de Bocaiuva estão ajudando nas buscas. #Investigação Criminal #Casos de polícia