Um caso repercutiu na internet nesta quinta-feira, 30. Um jovem de 16 anos, um pouco irritado por conta dos atrasos no serviço de trem se sua cidade, Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, acabou dando um forte chute no veículo terrestre. No entanto, o gesto acabou terminando quase em uma tragédia e o adolescente precisou amputar a perna. O caso foi confirmado pelo portal de notícias G1. De acordo com uma reportagem do site, o episódio aconteceu nesta quarta-feira, 29, o motivo para o acidente teria sido contado pelo próprio jovem durante o atendimento realizado pelo Corpo de Bombeiros. 

Um dos bombeiros explicou como tudo ocorreu.

Publicidade
Publicidade

De acordo com ele, o adolescente, que não teve o nome identificado, estava muito irritado pela demora do trem passar pelo local. Quando esse apareceu, o jovem se estressou e deu um chute na máquina. O problema é que o veículo ainda estaria em movimento e a perna do menino acabou enroscando no maquinário. De acordo com o socorrista, a perna direita do adolescente precisou ser cortada. 

A situação de pânico sofrida pelo jovem ainda pode terminar pior. Isso porque ele perdeu muito sangue. Após o atendimento no local onde ocorreu o acidente, o adolescente foi levado para um hospital da região e estaria em estado grave, correndo o risco de morte. 

Para piorar a situação do menor de idade, o atendimento a ele demorou porque o local em que ele estava não passava carros e a passagem de pedestres também não é permitida.

Publicidade

Ele acabou sendo visto pelos próprios funcionários da empresa que administra os trens na região. A concessionária da linha férrea, notando a gravidade do acidente decidiu chamar o socorro, podendo então o passageiro sofrer os primeiros cuidados médicos. 

 

Em comunicado enviado à imprensa, a concessionária diz lamentar muito o acidente, mas reforçou que é proibida a circulação de pessoas em áreas operacionais da rodovia, o que inclui toda a área dos trilhos. É comum empresas desse tipo de transporte realizarem campanhas de conscientização para evitar tragédias como essa. #Crime #Investigação Criminal