Erramos, esse conteúdo foi alterado!

Atualização: A atriz Letícia Sabatella nega que tenha publicado a citação contra o deputado federal Jair Bolsonaro. De acordo com ela, apesar de não compactuar com as atitudes do parlamentar, não é dela a publicação repercutida em páginas como da deputada Jandira Feghali (PC do B - RJ). Veja a mensagem da atriz na íntegra:

"Nos últimos meses, as mulheres de todo Brasil se mobilizaram contra a cultura do estupro e eu apoiei esse movimento. De certa forma, o próprio enquadramento de Bolsonaro enquanto réu após anos se passarem desde essa sua declaração, é resultado da pressão dessas mulheres.

Publicidade
Publicidade

Nesse sentido, não compactuo com nenhum discurso de ódio. Acredito que a intolerância e a apologia ao crime são incompatíveis com a democracia que conquistamos, e desde sempre defendi os direitos humanos. Esse tipo de comentário, falsamente associado a mim num twitter falso, é feito por pessoas como o próprio Bolsonaro.

Justamente por isso, não me manifestei sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal. Creio que a Justiça é o foro adequado. Longe de achar que quem faz apologia ao estupro não merece punição, reafirmo que defendo que as medidas legais sejam tomadas em relação ao caso, mas sempre respeitando os direitos humanos.

Criei uma conta nova e oficial no Twitter, para que todos possam acompanhar minhas publicações e posições. O endereço dele é http://www.twitter.com/LSabatella. Conto com a ajuda de todos para divulgar essa mensagem é meu endereço oficial."

  #Governo