Não está fácil a segurança para os principais artistas brasileiros. Após participar do 'Programa Silvio Santos' deste domingo, 12, a apresentadora e atriz Maisa Silva foi ameaçada de um atentado de morte através de uma rede social. A profissional da dramaturgia, que ainda pode ser vista na reprise de 'Carrossel', usou o Twitter para falar sobre a grave ameaça contra a sua segurança.  “Acabei de receber minha primeira ameaça de morte. Eu tô bem", escreve ela no microblog de 140 caracteres. O texto ameaçador foi logo compartilhado nas redes sociais. 

Nele, o suposto homem que se diz querer matar Maisa diz que fará o mesmo com ela do que o fã da apresentadora Ana Hickmann tentou realizar.

Publicidade
Publicidade

O criminoso citava o atentado contra a contratada da TV Record, que acabou com a assessora da modelo atingida e com a morte do fã atirador. Felizmente, Ana saiu bem da situação, mas confessa que ainda tem medo de barulhos. 

A ameça à Maísa começou depois da jovem voltar a brilhar na televisão. Ela está no SBT desde o ano de 2007, quando vista por Silvio Santos no 'Programa Raul Gil' encantou o 'Homem do Baú'. A jovem chegou a dizer neste domingo que Silvio estava "todo esticado", citando as supostas cirurgias plástico por quais ele passou. Ela, ao lado de Larissa Manoela, é uma das maiores estrelas do SBT. 

A suposta tentativa de intimidação contra Maísa provocou uma atitude forte do apresentador Silvio Santos. De acordo com informações de bastidores, ele mandou reforçar a segurança da jovem.

Publicidade

Agora contratados do SBT vão ficar mais próximos da atriz. O canal, segundo a jornalista Keila Jimenez, também estaria pensando em tomar outras atitudes. 

Não é a primeira vez que famosos ficam nas mãos de criminosos. Infelizmente, com o pode da internet, os crimes contra eles e outras pessoas ficaram mais comuns. No ano passado, por exemplo, diversas personalidades foram alvos de racismo na grande rede de computadores. Como exemplos temos as atrizes Taís Araújo e Sheron Menezes. Os crimes contra elas ainda não investigados pela Polícia. #Crime #Investigação Criminal