O Pastor Silas Malafaia, representante da Igreja Evangélica Vitória em Cristo, usou o seu Twitter oficial para comentar o atentado terrorista que matou 50 pessoas em uma boate voltada ao público homossexual na cidade de Orlando, no estado na Flórida, nos Estados Unidos. Ele acusou o Partido dos Trabalhadores (PT) e a presidente afastada Dilma Rousseff de colaborarem com o #Terrorismo. Além dos 50 mortos, o atentado assumido pelo Estado Islâmico deixou 53 feridos.

"O governo do PT tem aberto as fronteiras para essa gente q entra no país livremente. EXIGÊNCIA DE VISTO JÁ! Para essa gente que vem desses países", escreveu o pastor em um dos posts criticando a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e também a de Dilma.

Publicidade
Publicidade

A Polícia Federal americana, o FBI, confirmou que o assassino tem origem afegã e professa como fé o islamismo. No entanto, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não colocou a culpa do terrorismo no islã, pediu o fim do preconceito e a união da nação americana.

De acordo com o pastor Silas Malafaia, ele acabou de voltar de viagem, quando descobriu a triste notícia. De acordo com o líder evangélico, em 2014, ele gravou um vídeo criticando o apoio do PT a entidades possivelmente terroristas. Malafaia disse que o partido conseguiu tirar o vídeo do Youtube depois de uma ação judicial no Superior Tribunal de Justiça, o TSE.

"Essa é a gente que Dilma em 2014, disse q tinha que ter diálogo.Assassinos cruéis, o estado islâmico, mata inocentes. INSENSATOS! BANDIDOS!", publicou ele no microblog de 140 caracteres.

Publicidade

Recentemente, o Ministro das Relações Exteriores, José Serra, do PSDB, mudou o voto do Brasil sobre a briga entre a Palestina e Israel por território na ONU. O país havia aprovado um texto favorável à Palestina na gestão de Dilma. No entanto, agora sob o comando do presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, esse apoio foi dado a Israel. A mudança do voto acabou não mudando o texto, que continuou dando vitória à Palestina na Organização das Nações Unidas.

Veja abaixo um dos posts feitos pelo pastor Silas Malafaia:

#Dilma Rousseff