Nesta sexta-feira, 10, a RedeTV! exibiu uma entrevista com a presidente afastada Dilma Rousseff. A representante do Partido dos Trabalhadores conversou com a jornalista Mariana Godoy diretamente do Palácio do Alvorada, em Brasília. A entrevista chegou a ser desmarcada algumas vezes, mas acabou sendo a segunda a ser exibida em TV aberta. Na quinta-feira, 09, a TV Brasil exibiu um programa onde o jornalista Luís Nassif batia um papo com a política. 

Já no início da conversa, Mariana questionou como Dilma teria capacidade de voltar ao governo, dizendo que ela estava refém do Congresso, que votou pelo seu afastamento. Rousseff não gostou e interrompeu a repórter, relatando que primeiro era preciso repactuar as casas, mas que isso só seria possível com ela retornando ao poder.

Publicidade
Publicidade

Surpresa em discussão sobre "Golpe"

Depois disso, Godoy, que trabalhou anos da TV Globo e na Globo News, questionou o discurso do golpe utilizado pelo PT. "A senhora fala que é golpe, mas que golpe é esse que o vice assume, que você chega a ir para o exterior, mas volta ao poder, que está aqui no Palácio da Alvorada...", disse a apresentadora. Dilma então disse que não era preciso ter mortes ou brigas para um golpe, citando o que ocorreu no Brasil em 1964, quando o regime militar começou um período de 20 anos no país. 

Discurso complica entrevista, mas repórter se supera

A companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu trabalho para a entrevistadora. Com raciocínios longos, que por vezes não chegavam ao fim, ela chegou em muitos momentos a fazer o diálogo a se tornar chato.

Publicidade

"Vamos fazer menos discurso e mais talk show", solicitou a apresentadora, ainda tentando ser deligada com a presidente afastada. "Mas você me deixa falar. Deixa eu terminar meu pensamento", pediu Dilma. "Eu vou continuar perguntando e interrompendo quando achar necessário", alfinetou a jornalista. Rousseff emendou: "pode falar, pode falar". 

Em outro momento, Mariana citou delações, dizendo, por exemplo, que Cerveró indicou em sua delação que a petista sabia de tudo. Dilma se defendeu e argumentou que ele está falando isso para tentar ter uma redução da pena.  #Dilma Rousseff