O suspeito de ter estuprado e assassinado uma menina de 10 anos, em Buenópolis, no Estado de Minas Gerais, continua em fuga. Cerca de quatro dezenas de policiais retomaram hoje (5) as buscas para tentar encontrar Jairo Lopes, o homem de 42 anos que já era procurado por estupro e homicídio e que é, até o momento, o único suspeito de um dos crimes mais chocantes e macabros que já aconteceram naquele município.

Raiane era uma menina de 10 anos como todas as outras. Ela sumiu de casa na manhã da última quarta-feira (1) depois de ter saído sozinha para a escola. A criança devia ter regressado às 14h, como não voltou o pai foi procurá-la na escola.

Publicidade
Publicidade

Ao chegar lá, os responsáveis o informaram que a menina não tinha ido à escola naquele dia. Preocupado, o pai da menina foi falar com o motorista escolar que lhe falou que Raiane também não estava no ponto onde ele a costumava pegar. De imediato foi feito um registro da ocorrência e, pouco tempo depois, vários policiais e civis iniciaram as buscas por toda a cidade.

No dia seguinte, Raiane foi encontrada, na zona rural de Buenópolis, já sem vida. O corpo da menina estava escondido e tinha sinais de estupro e de violência extrema. Depois de uma análise mais detalhada, as autoridades descobriram um detalhe macabro, perceberam que o coração da menina tinha sido arrancado do seu corpo.

Depois de algumas investigações para tentar descobrir o autor daquele #Crime bárbaro, os investigadores chegaram até Jairo Lopes.

Publicidade

A casa do homem fica muito perto da casa de Raiane, e a tia dela, contou às autoridades que, dias antes, Jairo os visitou. O homem se apresentou como se chamando Roberto e ficou lá durante algum tempo conversando com a tia e a avó da menina.

Os investigadores descobriram então que Jairo Lopes já era procurado pela justiça por dois crimes, um por homicídio e outro por estupro e roubo.

Entretanto a polícia está procurando Jairo Lopes em uma zona de mato perto do povoado de Campo Alegre. Segundo relatos de algumas pessoas, o bandido foi até uma casa pedir água e comida. A população informou as autoridades que de imediato foram para lá.

Naquela região estão mais de 40 policiais das Rondas Ostensivas com cães. Vários helicópteros Pégasus estão também auxiliando nas buscas de mata que são consideradas de extrema dificuldade.

O que você acha sobre mais esse crime horrível? Que medidas pensa que as autoridades deviam tomar para acabar com esse tipo de violência? Escreva a sua opinião nos comentários! #Investigação Criminal