Em 178 anos de história da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, pela primeira vez um homem foi autorizado a utilizar a farda de gala da corporação para casar com outro homem. A Blasting News já havia dado destaque para o caso polêmico mais cedo, quando o casal ameaçava entrar na justiça, caso a corporação não cedesse ao gesto tão sonhado por um soldado, que bate continência há dez anos. O nome do soldado é Miguel Martins, de 29 anos. De acordo com a 'Folha de São Paulo' em reportagem publicada nesta sexta-feira, 03, os militares já autorizaram o casamento. 

O Solgado Miguel faz um trabalho importante no Rio Grande do Sul.

Publicidade
Publicidade

Ele ajuda a controlar a fronteira entre Brasil e Argentina. No mesmo período em que se encantava pela carreira militar, Miguel se reconhecia publicamente homossexual. Ele contou para família que se atraía para outros homens e aos poucos foi dizendo isso para a sociedade, sem temer o preconceito que poderia vir com a sua condição sexual. No ano passado, Miguel se apaixonou por outro homem, um modelo. O sortudo é Diego Souza, de 21 anos. 

Os dois estão noivos desde o início deste ano. Nas redes sociais, eles não escondem a intimidade. A dupla troca beijos e publica fotos de eventos em família e amigos, tudo o que um casal comum costuma fazer nos seus momentos de lazer. O casamento dos dois já está marcado. Esse será realizado no dia 23 de dezembro. O evento promete ter muita pompa e acontecerá em um clube da região.

Publicidade

A festa deve ser ao estilo campestre, à luz do dia, aproveitando o verão na fronteira, considerado extremamente belo.

A corporação sabe do relacionamento, mas o soldado revela que a maioria o trata com respeito. De acordo com o militar, o preconceito que existe é velado, tendo colegas falando por trás. Ele revela que já viu comentários preconceituosos na internet, mas que decidiu mostrar que é possível ser feliz amando outro homem. A Brigada do Rio Grande do Sul segue o exemplo de outras instituições pelo planeta e liberou o soldado para se casar de farda.  #É Manchete!