Débora Caroline Dantas está passando por momentos complicados em sua vida. Ela que teve uma carreira longa como modelo chegou a se consagrar como Miss Bumbum no estado da Paraíba no ano de 2015. No entanto, por trás de uma mulher linda e sensual estava a depressão. Débora chegou a níveis altíssimos de tristeza e tentou o suicídio. Felizmente, a modelo sobreviveu para conta o que a levou a tamanho ato radical. No entanto, não sem sequelas. Nesta sexta-feira, 10, a ex-Miss Bumbum Paraíba publicou um vídeo no Youtube que espantou muitos de seus amigos.

Com um curativo grande no pescoço e dificuldade para falar, Débora disse pela primeira vez o que houve com ela.

Publicidade
Publicidade

Ainda deitada na maca do hospital em que se recupera, a jovem revelou que estava paraplégica. Revelando a emoção do momento, a bela mulher pediu orações a todos.

“Eu fiquei paraplégica. Queria pedir para vocês continuarem orando, porque, para Deus, nada é impossível”, suplicou ela aos seguidores de uma rede social. De acordo com informações do jornal Extra, a mulher teria abusado de remédios para depressão. Ela além de tomar a medicação misturava tudo com bebida alcoólica. Luciane Hoepers, uma amiga da ex-Miss Bumbum contou o que sabe sobre a história. De acordo com ela, a informação que recebeu foi que a modelo foi para a casa de uma pessoa próxima, onde tentou cometer o suicídio. 

Na casa do tal amigo, a ex-Miss bumbum teria tentado pular em cima do quarto andar. No entanto, a jovem tentou se desfazer da ação de se matar e ficou parada se segurando na sacada do terceiro andar.

Publicidade

Quando se segurou, segundos depois ela não aguentou o próprio corpo e desmaiou. O relato foi dito de forma surpreendente. Atualmente, Débora continua internada no hospital, mas acredita que de alguma forma possa voltar a andar. 

A amiga de Débora explicou que a modelo estava muito triste desde o início do ano e que nada parecia melhorar o astral dela. Segundo a fonte, a modelo bebia demais e que não conseguia preencher o vazio tão grande do peito. Por isso, ingeria muitos antidepressivos.  #Crime #Investigação Criminal