Os crimes de estupro continuam acontecendo por todo o Brasil, mas um caso em especial chamou a atenção no Paraná, onde uma criança de apenas 5 anos foi estuprada pelo próprio pai. O #Crime aconteceu na cidade de Campina Grande do Sul, localizada na região metropolitana de Curitiba, e revoltou toda população. Quem descobriu tudo foi a própria mãe da menina que logo foi à polícia denunciar o abuso.

A mãe foi até a delegacia levando a filha e ambas choravam muito no momento em que começaram a contar o ocorrido. A polícia ouviu toda a história de como a criança era abusada pelo pai sempre que a esposa saía para o trabalho ou ia fazer compras.

Publicidade
Publicidade

Imediatamente o inquérito foi instaurado e a prisão preventiva do estuprador foi pedida.

Exames

A menina foi encaminhada ao Instituto Médico Legal onde foram feitos os exames de conjunção carnal e também de ato libidinoso. Logo em seguida a criança foi ouvida pelo Conselho Tutelar e depois por uma psicóloga que deverá dar suporte tanto à vítima como também à mãe, que está muito abalada.

Messias Antônio da Rosa, delegado responsável pelo caso, disse que já viu muitos crimes ao longo de sua vida, mas nenhum lhe causou tanta revolta como este, e confirmou que o pai chegou a consumar o ato por diversas vezes com a filha.

A mulher expulsou o marido de casa tão logo ficou sabendo do que ele fazia com a filha. A polícia conseguiu localizar e prender o suspeito que foi encaminhado à delegacia e está em cela especial para que não seja agredido por outros detentos.

Publicidade

Outros crimes

Assim que o pai da criança foi preso, a polícia conseguiu descobrir ainda que o homem é suspeito de ter abusado de uma outra criança, um menino conhecido da família e que mora em Curitiba. O suspeito também já foi preso antes, acusado de ter estuprado duas garotas.

Questionado, ele alega inocência e diz que foi a sogra que convenceu a filha de 5 anos a dizer tais absurdos contra ele só para vê-lo preso.

A polícia preferiu não divulgar o nome do criminoso para proteger a crianças que agora tentará recomeçar a vida juntamente com a mãe. #Violência #Casos de polícia