A perícia de São Paulo já tem os resultados de um exame feito nas luvas encontradas com o corpo de um menino de 10 anos. O garoto, de nome Ítalo, roubou ao lado de outro menino, de 11 anos, e acabou sendo perseguido por policiais militares. Os profissionais de segurança dizem que tiros foram disparados do outro carro. Houve revide e o motorista do carro, de 10 anos, acabou morto com um tiro na cabeça. A perícia indicou que existiam rastros de pólvora de chumbo no material apreendido, o que indica que o menino pode mesmo ter atirado contra os policiais. 

A Polícia Civil trata o caso com muito cuidado. Isso porque entidades disseram que o garoto não teria condições de dirigir um carro e atirar ao mesmo tempo.

Publicidade
Publicidade

A mãe da criança chegou a dizer que o filho não sabia atirar e acusou a Polícia Militar de ter plantado o revólver 38 no local. Ela tem seis passagens pela prisão. O pai de Ítalo está preso desde 2013, quando foi condenado por tráfico de drogas. Uma prima do falecido disse durante o enterro dele que o garoto era "um doce", mas que roubava bicicletas de uma favela da Zona Sul de São Paulo.

Investigadores se dividem em relação ao caso. Alguns lembram que bastaria encostar a arma nas mãos da criança, desde que poucos segundos depois do ato, para que vestígios fossem encontrados de pólvora. O assaltante do carro que sobreviveu deu três depoimentos. Em cada um deles, uma nova versão. Primeiro, ele deu uma versão idêntica à da Polícia. Já no segundo depoimento, ele confirmou os tiros, mas disse que os agentes mataram seu amigo depois que esse já havia se rendido.

Publicidade

E por fim, que o morto sequer estaria com uma arma.

Câmeras de segurança apontam que pelo menos tiros do outro carro foram disparados. Testemunhas também confirmam a troca de tiros. Um advogado, que preferiu não se identificar, conversou com a Folha de São Paulo. Ele revelou que estava no local no momento da confusão. O profissional da justiça depôs a favor dos policiais. No depoimento, ele confirmou que pelo menos um dos garotos atirou contra o policial.  #Crime #Investigação Criminal