Nesta quinta-feira, 16, uma cena chamou a atenção de Servidores que iam trabalhar no Ministério da Fazenda, em Brasília. Quase dois mil manifestantes, de acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal invadiram o local. Ninguém podia entrar, a não ser o grupo formado pelos que protestavam. De acordo com informações do 'Diário do Poder', a #Manifestação foi organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag). A entidade tem forte ligação com o Partido dos Trabalhadores (PT) e é contra o governo do presidente em exercício Michel Temer, do PMDB.

Além do prédio do Ministério da Agricultura, os manifestantes se apossaram também do prédio que abrigava o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Publicidade
Publicidade

A pasta foi extinta com o afastamento da presidente Dilma Rousseff. Além de pedir a volta de Dilma ao poder, o grupo cobrava uma reforma na Previdência. Algo que Temer tem discutido. No entanto, o grupo do peemedebista pode aumentar a idade para se aposentar, alegando que existe um rombo nas contas do governo. 

O grupo também pedia uma definição melhor sobre a política de habitação do governo, especialmente referente ao programa social 'Minha Casa, Minha Vida'. O Ministério das Cidades chegou a anunciar alguns cortes. Muitos deles já revistos após protestos anteriores, como o que ocorreu na Avenida Paulista, no qual o prédio da presidência da república chegou a ser ocupado pelo Movimento dos Trabalhadores sem Teto, MTST. 

Outra crítica feita pelo grupo que invadiu os prédios do governo federal fez é em relação ao fato da Previdência Social ter sido anexada ao Ministério da Fazenda, comandado por Henrique Meirelles.

Publicidade

Além dos famosos cartazes contra Temer, o grupo ainda usou bandeiras chamando a extinção da Previdência de um grande retrocesso para o povo brasileiro. A maioria dos que protestavam utilizavam emblemas da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura. 

De acordo com o 'Diário do Poder', pessoas tiveram suas entradas proibidas pelo grupo. Vidros foram quebrados e o prédio sofreu outros tipos de depredação. #PT #Crime