O presidente interino Michel Temer anunciou nesta quarta-feira (29) um aumento de 12,5% reservado para o Programa Social Bolsa Família. O aumento já vai ser concedido a partir do próximo mês.

A ordem de reajuste do Programa Social foi assinada pelo próprio presidente Temer, que prevê um aumento para as pessoas que recebem uma quantia de R$ 77, e passarão a receber R$ 85; e as pessoas que recebem R$ 154, passarão a recebe R$ 170.

O presidente também liberou recursos de R$ 700 milhões para a educação básica e superior. Temer fez seus anúncios no mesmo dia em que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgou dados do aumento da taxa de desemprego em todo o país.

Publicidade
Publicidade

O aumento do Bolsa Família de 9% já tinha sido concedido pela presidente afastada, Dilma Rousseff, divulgada no dia 6 de maio, semanas antes da votação do impeachment de Dilma no Senado.

O ministro Osmar Terre, do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, havia divulgado no dia 17 de junho que o recebimento dos benefícios no mês de junho seria feito, mais sem o aumento de 9%, como estava previsto para este mês, conforme tinha anunciado a presidente afastada Dilma Rousseff.

Com esse reajuste de 12,5% do benefício social, o #Governo vai ter um aumento de R$ 2,5 bilhões por mês na sua folha de pagamento. Com isso, algumas áreas tiveram que sofrer perdas de recursos para garantir o aumento do Bolsa Família. O governo teve que avaliar seu orçamento, mas garantir meios para afiançar o novo reajuste, disse o ministro do Desenvolvimento Social.

Publicidade

O presidente Temer ainda disse que o objetivo do governo é que esse programa social passe a ser dispensado no futuro, com a criação de novos empregos. Por enquanto, o governo precisa desse Programa Social para ajudar as pessoas que estão em extrema pobreza.

Bolsa Família

O Programa Social Bolsa Família foi criado em 2004. Ele busca garantir às famílias de baixa renda o direito de alimentação, educação e saúde. Em todo o Brasil, são mais de 13,9 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família. 

  #Bolsa Familia #Michel Temer