Depois de ser fortemente agredido pelo padrasto de uma menina de 11 anos, um jovem de 18 anos ficou gravemente ferido nesta quarta-feira(15). O incidente aconteceu em Jundiaí-SP e as investigações estão sendo feitas pela Polícia Civil e também pela Delegacia de Defesa da Mulher de Jundiaí de SP.

Segundo os policiais, a mãe da menina que marcou o encontro com o rapaz de 18 anos fez isso depois de ver as mensagens que ele havia trocado com sua filha pelo celular. O jovem conheceu a menina na casa de outros amigos, no último fim de semana, e disse-lhe que tinha 14 anos. Depois disso, trocaram números de telefone para se comunicarem posteriormente.

Publicidade
Publicidade

Depois de muito revoltada com toda a situação, a mãe da criança marcou o encontro no terminal central de Jundiaí. Como isca, a filha ficou sentada esperando o rapaz, e, logo ao cumprimentá-la menina com um beijo no rosto, o jovem foi surpreendido com a agressão do padrasto dela.

A delegadaresponsável pelo caso, Maria Beatriz de Carvalho, disse que o rapaz ficou com o rosto muito danificado e ferido e só não foi linchado porque os guardas municipais o socorreram. Ainda ressaltou o quanto é importante que as pessoas não tentem fazer justiça dessa forma, e que sempre procurem uma delegacia para prestar queixa antes de qualquer decisão precipitada.

“A mãe quis fazer algo depois de ver as mensagens de celular e acabou chamando o rapaz para o encontro no terminal como se fosse a filha”, disse Maria Beatriz.

Publicidade

“Ele ficou muito ferido e só não foi totalmente linchado graças a Guarda Municipal que estava atendendo uma ocorrência perto do local e acabou prestando socorro. É importante que as pessoas não procurem fazer justiça com suas próprias mãos, mas sim, procurem uma delegacia mais próxima”, completou a delegada.

Depois de tanta agressão, o jovem passa bem e, segundo as investigações, não existem ocorrências de estupro ou pedofilia contra ele.  Por sua vez, ele vai apenas responder por importunação ofensiva ao pudor e o padrasto da menina vai responder por #Crime de lesão corporal. #Violência #Casos de polícia