Uma reviravolta, surpreendeu a todos que acompanham o caso de estupro coletivo de uma garota de 16 anos, que aconteceu a alguns dias atrás no Morro do Barão, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

O caso ganhou as páginas dos principais jornais do mundo, gerando revolta e manifestações contra a cultura do estupro.

Segundo o site do jornal O Globo, a delegada deu parecer favorável para o relaxamento da prisão de Lucas Perdomo Duarte. Saibam aqui porque ela tomou esta decisão.

Delegada afirma que as provas contra o jogador de futebol são insuficientes

A delegada Cristiana Bento, titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav), responsável pelas investigações que apuram o caso do estupro coletivo, deu parecer favorável para o relaxamento da prisão de Lucas Perdomo Duarte, de 20 anos,  jogador de futebol que seria o suposto namorado da vítima de 16 anos.

Publicidade
Publicidade

O jovem foi transferido na manhã desta quinta-feira (2), para o Complexo Penitenciário de Bangu, porém Cristina afirmou que as provas contra Lucas são insuficientes, que por isso ele não deve continuar preso.

Defesa do jogador

Eduardo Antunes, advogado de Lucas Duarte, informou que já entrou com o pedido de relaxamento da prisão temporária de seu cliente.

De acordo com os advogados do jogador, eles já foram até o Fórum de Jacarepaguá, para entrar com o pedido e afirmam que as provas contra seu cliente são 'frágeis' e que elas não são capazes de sustentar a prisão do jogador.

Os advogados se dizem confiantes e acreditam que até na manhã de sexta-feira (3), a prisão preventiva será relaxada. Segundo os defensores do jovem, Lucas nunca foi namorado da garota e que isso já ficou claro, o jogador já ficou com a jovem, mas isso aconteceu há 4 meses atrás.

Publicidade

O nome de Lucas foi citado apenas pela vítima, que em seu depoimento, informou que tinha ido para casa dele, que era o suposto namorado dela, o que não é verdade. Segundo Eduardo Antunes, na noite em que o #Crime foi cometido, Lucas estaria em companhia de uma outra mulher.

Mensagens da vítima inocentam Lucas

Nesta quarta-feira (1), a defesa de Lucas apresentou uma nova testemunha que afirma, ter trocado mensagens com a adolescente que foi vítima de estupro. Nas mensagens a vítima afirmou que Lucas não participou de maneira nenhuma do crime. Assim para os advogados de defesa do jogador, o depoimento desta testemunha é a prova da inocência de Lucas. #Investigação Criminal #Casos de polícia