A operação ‘Fontana de Trevi’ foi realizada nesta quinta (16), o objetivo foi investigar uma associação que intermediava adoções de crianças pela internet, através do site ‘adoçãointernacional.net’.  Como resultado, os policiais conseguiram cumprir cinco mandados de busca e apreensão de suspeitos expedidos pela Justiça Federal de Palmas.

Além de Palmas, os mandados também se estenderam até Ourinhos, em São Paulo, com o objetivo de diminuir ou, até mesmo, acabar com o #Crime de tráfico internacional de crianças.

Segundo a Polícia Federal, tudo começou depois de serem apurados alguns sites e redes sociais, onde as associações trabalhavam oferecendo crianças pela internet.  Online, a instituição se apresentava como ‘associação sem fins lucrativos’ que tinha como objetivo intermediar adoções de crianças estrangeiras.

Publicidade
Publicidade

“Ela buscava por famílias que estavam interessadas em adotar crianças europeias. As pessoas pagavam por uma taxa para ter o acesso aos dados da instituição e depois começavam os trâmites para a suposta adoção, basicamente era o que o site oferecia”. Explicou Janaina Gadelha, a delegada responsável pelas investigações.

E ainda, em uma entrevista, a delegada afirmou que o site da associação oferecia, claramente, “bebês brancos e com aparência saudável”. E o que mais chamou a atenção dos investigadores é a ilegalidade da associação, uma vez que não tinha registro nos órgãos de fiscalização responsáveis pelo controle de tudo o que for relacionado com adoções.

De acordo com as investigações, as crianças nos anúncios eram de países não signatários da convenção Haia, de 1993, que é relacionada à Proteção das Crianças e à Cooperação, quando o assunto é Matéria de Adoção Internacional.  São os países: Rússia, Quirguistão e Líbano.

Publicidade

A operação ‘Fontana de Trevi’ teve o nome inspirado na Fonte dos desejos de Roma, que tem uma lenda que diz que quem jogasse uma moeda e fizesse um pedido, teria seu desejo realizado.

A escolha do nome se deu porque a instituição se oferecia para realizar os sonhos da família que desejava adotar uma criança, ou seja, aquelas que lhe pagassem o que pediam, assim como uma fonte dos desejos.

Durante todo o mês de junho, corre em território nacional e pela America Latina a operação ‘Spartacus III’. Ela, além de investigar casos de tráficos de crianças, também realiza ações para combater o tráfico de pessoas e de imigrantes, um trabalho muito bem feito pela #Polícia Federal que merece muito respeito e admiração de todos. #Investigação Criminal