Ontem foi identificado o homem suspeito de estupro, que acabou morrendo em decorrência de espancamento em Jaú/SP. Luan Felipe de Oliveira de 24 anos, tinha antecedentes criminais por lesão corporal. Foi morto a pauladas e pedradas. Estima-se que em torno de dez ou vinte pessoas estejam envolvidas na morte do rapaz, segundo Marcelo Goes, delegado responsável pela investigação. O corpo foi encontrado no suposto local do estupro, de uma menina de 11 anos.

A criança violentada passou por exame no IML - Instituto Médico Legal e o caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher da cidade. A mãe e a criança foram ouvidas e a polícia aguarda o laudo de exame de corpo de delito.

Publicidade
Publicidade

Até o momento nada se sabe sobre os suspeitos do linchamento, ninguém foi identificado.

A suspeita de estupro caiu sobre Luan Felipe, pois a menina de 11 anos brincava na rua com outras crianças e ele, que estava em um local próximo, ofereceu refrigerante a todas. Segundo informações de pessoas ouvidas pela polícia, a menina teria sido levada até a casa do suspeito com a desculpa de pegar a carteira e pagar a bebida oferecida para as crianças. Todos foram juntos, mas em uma parte do caminho o suspeito teria dito que não precisavam acompanhar mais, levando somente a menina. Em seguida a levou até uma casa, em meio a um canavial, ameaçando-a dizendo que estava armado, e ali cometeu o #Crime

A menina conseguiu fugir após o abuso e pediu socorro na primeira casa que encontrou. A mulher que acolheu a menina chamou a policia imediatamente.

Publicidade

Antes mesmo que a polícia chegasse algumas pessoas da redondeza ficaram sabendo. Revoltados com o ocorrido agrediram o suspeito até a morte. A menina foi levada para atendimento médico na Santa Casa da cidade e passa bem. As esperanças estão no exame de corpo de delito, pois permitirá identificar se o acusado é mesmo o agressor.

Todas essas informações foram colhidas através do depoimento da vítima e de outras pessoas da região que também foram ouvidas no local. A casa no canavial, onde o corpo de Luan Felipe foi encontrado, estava rodeado de pessoas quando a policia chegou, porém ninguém tinha informações das pessoas envolvidas na execução de Luan. #Casos de polícia