Tássia Camargo foi um dos nomes mais conhecidos da televisão brasileira na década de 1980. No entanto, nos últimos dez anos ela está "desaparecida" de grandes projetos dramatúrgicos. Apesar de não ganhar papéis importantes na TV, ela continua dedicando boa parte de seu tempo a debater política. Em uma rede social, ela faz constantemente defesas à presidente afastada Dilma Rousseff. Até aí tudo bem, afinal, todos tem direito de terem uma opinião. 

No entanto, no domingo, 05, Tássia publicou um vídeo que revoltou a internet. Em pouco mais de um minuto de duração, a atriz comenta uma notícia publicada na imprensa, na qual diz que a equipe do presidente em exercício, Michel Temer, do PMDB, teria bloqueado o "cartão suplemento" de Dilma, impedindo que essa comprasse novos mantimentos para o Palácio do Planalto.

Publicidade
Publicidade

O tal cartão já foi reativado, mas agora só a petista pode realizar as compras. 

No vídeo, a atriz indica que Dilma estaria passando fome. Ela pede que os militantes se unam para arrecadar mantimentos e levar até à presidente. Em seguida, ela pede que Michel Temer saia do poder o mais rápido possível.

Além das críticas, Camargo precisou conviver com uma notícia que deve ter deixado ela muito mal. Segundo a coluna 'Painel', do Jornal 'Folha de São Paulo' desta terça-feira, 07, apenas neste ano na média mês Dilma gastou R$ 62 mil. Dinheiro, é claro, que não dá para deixar ninguém com aquela dorzinha incômoda no estômago, muito menos que estaria passando fome.

Nos últimos tempos, Dilma passou por uma intensa dieta e aumentou a quantidade de atividades físicas, conseguindo emagrecer. No entanto, nos primeiros 18 dias de seu afastamento, a conta com comida aumentou.

Publicidade

Rousseff gastou R$ 54 mil neste período, praticamente o dobro do que gastava quando estava em pleno poder.

Os gastos foram tão altos que o governo pediu parcimônia e ameaça cortar o cartão corporativo, assim como fez com os voos pela Força Aérea Brasileira (FAB). Como será que Tássia Camargo está se sentindo agora?

Veja abaixo o vídeo que revoltou as redes sociais:

#PT #Dilma Rousseff