O governo do presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, desconfia que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) estaria promovendo o seu boicote. De acordo com informações do jornalista Cláudio Humberto, do 'Diário do Poder' em reportagem publicada nesta sábado, 18, a Agência ainda estaria ligada a muitos nomes do Partido dos Trabalhadores (#PT). Por conta disso, a desconfiança sobre a marcha lenta na análise de processos em relação à pessoas que Temer quer nomear só aumenta. O Palácio do Planalto não consegue entender tamanha demora para a aprovação de nomeações. Fato que pode prejudicar a gestão do peemedebista, que em um mês já dispensou três Ministros sob suspeita. 

De acordo com o colunista, um levantamento mostra que mais de 1.100 nomeações estariam bloqueadas pela Agência de Inteligência.

Publicidade
Publicidade

Enquanto nomeações não andam, #Michel Temer tem uma reação forte e demite cada vez mais comissionados. A maioria deles receberam os cargos na gestão do PT. Esse número pode chegar a 4.200 pessoas. Até o final do ano, as exonerações podem aumentar ainda mais. Enquanto isso, a Abin não consegue verificar se os nomes indicados por Temer tem ou não ficha suja. 

Uma pesquisa realizada pela agência em relação a um cargo de primeiro escalão, o do Ministro da Saúde, demorou três semanas. Imagina então o quanto não está a demorar nomes que vão integrar a coordenação desses Ministérios, os chamados cargos de segundo e terceiro escalão. Nomes solicitados ainda na semana em que Temer passou a governar o Brasil (interinamente no cargo desde o dia 12 de maio) ainda não foram avaliados. Também não foi exposta uma previsão de quando isso irá ocorrer. 

O segundo o colunista do 'Diário do Poder', o #Governo de Temer não vê outra explicação para tamanha procrastinação, a não ser o número elevado de petistas na Agência.

Publicidade

Em entrevista ao site, o líder de Temer na Câmara dos deputados detonou a situação e indicou uma possível atitude ainda mais dura do peemedebista. “Dá vontade de exonerar todo mundo", desabafou ele.