O fato curioso aconteceu em Mato Grosso do Sul, no município de Maracaju. Neste domingo (26), um rapaz de 27 anos, decidiu tentar apagar a chama da tocha olímpica usando um balde de água, mas pelo nervosismo, não conseguiu realizar tal feito e ainda assim ele foi preso.

A tentativa de apagar a chama aconteceu durante o trajeto da tocha, que percorria a Rua Marechal Deodoro, em Maracaju. O rapaz se aproximou de um dos condutores e tentou jogar a água, em seguida, jogou o balde longe e ainda tentou fugir ao ser perseguido pelos policiais militares que ali estavam fazendo a segurança.

“Ele jogou uma boa quantidade de água no percurso da tocha, onde ela ia passar. Como o indivíduo estava longe, ele não conseguiu apagar”, afirmou Amylcar Eduardo Romero, delegado responsável pelo caso.

Publicidade
Publicidade

Segundo Romero, o fato aconteceu no domingo pela manhã, por volta de 11h25, no horário de Mato Grosso do Sul. “No início, foi uma brincadeira que vem acontecendo no Facebook já faz um bom tempo”, disse o delegado, que em meio às investigações, não encontrou nada que indicasse que razões políticas tenham motivado o jovem a fazer tal ato.

Ainda segundo ele, na página do rapaz no Facebook, foi encontrada a tal ‘trollagem’ compartilhada entre os seus amigos na data do dia 22 de junho. Foi o que fortaleceu o seu depoimento.

Apesar de ser autuado em flagrante, o rapaz pagou fiança de R$ 1 mil e deve responder em liberdade. Como registro, o caso foi tratado como dano qualificado na forma tentada - crime este que tem como pena: o mínimo de seis meses e o máximo de três anos de prisão.

Além desse ‘atentado’ em Maracaju, ainda havia informações de que pessoas adeptas à ‘brincadeira’ iriam tentar apagar a tocha olímpica em Dourados, município que ia receber o símbolo depois de Rio Brilhante, também no Mato Grosso do Sul.

Publicidade

Porém, mesmo com um atraso de uma hora na chegada da tocha, nada de errado aconteceu e a festa olímpica não teve incidentes na cidade.

O símbolo chegou em Mato Grosso do Sul na sexta (24) e já percorreu várias cidades. Depois de pernoitar em Dourados, a tocha olímpica segue sua viagem para as cidades de Nova Andradina e Bataguassu, antes de ir para São Paulo. #Curiosidades #Rio2016