No mês passado, um estupro coletivo de uma menina de 16 anos chocou todo o Brasil. A jovem era do Rio de Janeiro e foi vítima de 33 homens. Nesta quarta-feira, 08, outro caso de estupro coletivo voltou a chamar a atenção do país. Esse aconteceu no estado do Piauí e foi flagrado pela mãe da própria vítima. O #Crime aconteceu na cidade de Pajeú. De acordo com o promotor do caso, Márcio Carcará, a jovem passou por um exame de corpo e delito no Instituo Médico Legal (IML) da região, onde foi comprovado o crime. 

A jovem não terá o nome identificado por essa reportagem para sua segurança. Ela foi violentada por quatro homens.

Publicidade
Publicidade

Um deles, o único maior de idade, de 19 anos, foi namorado da vítima. De acordo com ela, o grupo estava bebendo Coca-Cola e ofereceu a bebida para ela. Inicialmente, ela não estaria muito à vontade de beber o líquido, mas após a insistência dos rapazes, que ela conhecia, a garota bebeu o refrigerante. A vítima conta que tomou dois copos e depois não se lembrava mais de nada.

O crime aconteceu em um ginásio esportivo onde a família da jovem mora. Ela tinha ido ao local com a mãe. A mãe sentiu falta da garota e começou a procurar por ela em todos os locais do ginásio, até que encontrou a adolescente desacordada com quatro homens pelados. Eles estavam realizando atos libidinosos com a menor de idade. 

Ao ver a cena, a mãe da menina só teve uma reação, impedir que os criminosos saíssem do local.

Publicidade

Ela então fechou a porta do banheiro e começou a gritar por socorro. Os homens então tentaram forçar a porta contra ela. Na correria, eles foram embora ainda nus e vistos por outras testemunhas, como um guarda que trabalha no ginásio. Os jovens conseguiram fugir, mas já foram identificados. O ex-namorado da adolescente deve ser preso. 

Veja abaixo um vídeo sobre a reportagem:

Não é o primeiro caso de estupro coletivo que chama a atenção de todo o país. Depois do crime contra uma menina no Rio de Janeiro, notícias sobre o tema ganharam mais espaço em toda a mídia. Uma mostra de que a sociedade se revoltou com a barbárie.  #Investigação Criminal