A passagem da Tocha Olímpica pelo país não tem sido de grande festa, pelo menos não tanta quanto os organizadores pudessem imaginar. Com uma população mais conscientizada, a passagem do símbolo das Olimpíadas do Rio de Janeiro é alvo de vaias e até atitudes que podem ser vistas como "atentados" ao espírito esportivo. Nesta quinta-feira, 23, por exemplo, um vídeo começou a viralizar nas redes sociais. Ele mostra o povo revoltado. Pelo menos uma pessoa tenta apagar as chamas dos jogos. O episódio aconteceu na capital do Mato Grosso, Cuiabá. No vídeo que você leitor poderá ver mais abaixo, um homem joga jatos de água sobre a Tocha, mas acaba não conseguindo apagá-la. 

O vídeo tem várias publicações no Youtube, Facebook e grande portais.

Publicidade
Publicidade

Os comentários são fortes. "Peguem ela e enfiem no", disse um brasileiro que não gostou nada de tanto dinheiro gasto nos jogos. "O país padecendo em hospitais ruins. A saúde precária, a educação nem se fala e eles fazem isso", diz o homem no Youtube. Antes do cidadão tentar apagar o fogo olímpico, tudo parecia ocorrer na mais perfeita normalidade. Pessoas tiravam fotos, outras filmavam e tinha até poucas entusiasmadas que gritavam e davam tchauzinhos.

O homem do prédio de Cuiabá, no entanto, não parecia feliz. Ele que não teve o nome identificado até que tentou, mas a quantidade de água foi pequena para ser suficiente para apagar a tocha. Diferente do que muitas pessoas possam imaginar, o sistema que faz o utensílio ficar aceso é bastante complexo, justamente para evitar que o vento ou a chuva sejam capazes de apagar a tocha.

Publicidade

O Comitê Rio 2016 já fez apresentações, por exemplo, dentro de rios, na chuva e até se jogando em uma piscina.

Em outras oportunidades, a tocha já até mergulhou em mares e lagos, continuando acesa como sempre. Apesar disso, caso algum incidente ocorra sempre existe uma "chama reserva", impedindo assim que o fogo um dia para de queimar. Complexo, né? 

Veja o vídeo que mostra o momento em que o marador tenta apagar o fogo olímpico:

#Manifestação #Rio2016