O trabalho jornalístico diário pode, infelizmente, trazer dramas às vidas de muitos jornalistas. Especialmente no interior do Brasil, repórteres chegam a ser mortos por "falarem de mais". Outros acabam parando na cadeia. Foi o que aconteceu na noite desta segunda-feira, 06, durante uma reportagem do 'Cidade Alerta', de Sergipe. O caso só foi divulgado pela TV Record na noite desta terça-feira, 07, quando o canal exibiu ao vivo críticas sobre a prisão de seu profissional.

O problema aconteceu porque um dos radialistas da TV Atalaia, afiliada da Record em Aracaju, gravava um vídeo de uma investigação policial. O nome do profissional e Sandoval Siqueira.

Publicidade
Publicidade

Ele é dono de um site de notícias local e também faz reportagens para o programa 'Tolerância Zero'. Era justamente para o programa que Sandoval realizada as imagens. Ele filmava imagens de um assassinato no chamado "barro industrial" 

Na correria do trabalho diário, ele acabou ultrapassando uma fila que isolava a cena do #Crime. Um dos policiais não gostou da ultrapassagem e empurrou brutalmente o jornalista. O cinegrafista então reclamou, dizendo que o policial não precisava agir com tanta ignorância. "Você fique aí que eu lhe prendo por desacato!", disse o agente da lei após ficar extremamente irritado. 

O jornalista então pareceu não acreditar na voz de prisão e disse que o policial podia levá-lo para a prisão. O agente então cumpriu com o prometido e levou o radialista para a Delegacia Plantonista de Aracaju.

Publicidade

Ele foi solto ainda nesta terça, quando o 'Cidade Alerta' deu bastante espaço ao caso, chamando a opinião pública para ser a favor do profissional da Record preso. 

Mas nem todos concordaram com o repórter. Um dos apresentadores do canal disse ao vivo que a família da vítima havia solicitado para que não filmasse o corpo. O comunicador lembrou que os dois estavam trabalhando, mas que não faria defesa nem de um, tampouco de outro, surpreendendo muita gente. 

Veja abaixo o vídeo com o momento da prisão que chocou muitos telespectadores:

#Investigação Criminal