Um ônibus bateu na traseira de um caminhão e deixou 19 pessoas feridas. O #Acidente aconteceu por volta das 23h desta terça-feira (19). O veículo estava no trecho de Caçapava (SP) da Dutra e seguida da cidade de São Paulo para o Rio de Janeiro.

O motorista do ônibus foi levado para o Hospital Regional de Taubaté, em estado grave. A causa da batida, que aconteceu na altura do km 126, na pista sentido Rio de Janeiro, ainda está sendo apurada. Quem mais se feriu foi o motorista do ônibus. O homem de 54 anos ficou preso nas ferragens. Além dele, mais 18 passageiros tiveram ferimentos mais leves e foram levados para atendimento em Taubaté e Caçapava.

Publicidade
Publicidade

No caminhão ninguém se feriu.

De acordo com a empresa responsável pelo veículo, a Expresso Brasileiro, no ônibus estavam 30 passageiros no momento do acidente. O motorista precisou ser submetido a uma cirurgia, pois teve fraturas em braço e perna. Um homem de 87 anos com um corte na cabeça também ficou hospitalizado. O mesmo aconteceu com um passageiro que fraturou a mandíbula.

Após o acidente entre o ônibus e o caminhão, a pista ficou duas horas interditadas para que as vítimas pudessem ser resgatadas. O local ficou com congestionamento de dois quilômetros. O ônibus foi recolhido para que a perícia possa avaliar a causa da batida, que ainda não é conhecida.

Outro acidente aconteceu com a mesma empresa de ônibus

Um acidente semelhante já havia acontecido com um ônibus da mesma empresa.

Publicidade

 O acidente aconteceu no dia 6 de junho de 2016, na altura do km 145 da rodovia, deixando 38 pessoas feridas em São José dos Campos.

O veículo ia de Nova Iguaçu (RJ) para São Paulo (SP) e bateu na traseira de uma carreta. Pessoas com ferimentos mais leves foram levadas para hospitais de São José. O Hospital Municipal atendeu seis vítimas em estado grave e que precisaram da realização de procedimento cirúrgico. Os veículos foram levados para a Polícia Rodoviária Federal para que o caso fosse investigado e as causas do acidente definidas pela perícia técnica. #Casos de polícia