Agenor Duque é um apóstolo da #Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus bem conhecido no mundo gospel. Uma foto está sendo compartilhada nas redes sociais como sendo uma suposta "unção do beijo", onde mostra o apóstolo beijando um homem e se abraçando no altar da igreja, durante um culto. A igreja se pronunciou sobre o assunto no Facebook através de um vídeo.

De acordo com a publicação, um homem havia ofendido a igreja e o apóstolo Agenor, mas se arrependeu e pediu perdão durante o culto. Os dois se abraçaram no altar, em uma cena que foi toda filmada. Alguém pegou uma imagem do vídeo e transformou em uma foto, parecendo que os dois estavam se beijando na boca.

Publicidade
Publicidade

A cena foi compartilhada por milhares de pessoas, que interpretaram erroneamente, batizando de 'unção do beijo'.

Além de compartilhar o vídeo da cena real e provar que não se trata de um beijo gay, eles ainda alertam para que as pessoas tomem cuidado com o que acreditam e com o que compartilham nas redes sociais, pois muita coisa pode não ser real. Alguns seguidores da página, que também afirmam que são membros da igreja do Agenor Duque, o apoiam e repudiam o que estão fazendo com a imagem do apóstolo.

Até mesmo pessoas que não participam do ministério ficaram horrorizados com as mentiras que foram compartilhadas. A grande maioria acredita que Agenor é um grande homem de Deus, abençoado e que abençoa as pessoas. Muitos afirmam que foram libertos de males físicos e espirituais por ele e sua esposa, Ingrid Duque.

Publicidade

Hoje, eles se tornaram fiéis e passaram a entregar dízimos e ofertas no ministério como forma de gratidão às bençãos alcançadas.

Muitos seguidores ainda revelam que o trabalho de Agenor é criticado por muitas pessoas por inveja, pois os milagres e maravilhas acontecem naquela igreja mais do que qualquer outro lugar, ajudando milhares de fiéis, não somente através dos cultos, mas também pelo programa de televisão. Eles ainda dizem, nos comentários do vídeo, que os que mexem com os ungidos serão alvos da justiça de Deus. #Religião #Comportamento