Nesta sexta-feira, 01, o grupo Anonymous elevou o alerta de risco de segurança do governo brasileiro. Isso porque a célula da organização no Brasil anunciou que sequestrou os computadores da Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel. O sequestro teria ocorrido por meio dos chamados "ransomwares". O grupo diz que o objetivo da ação é obrigar a Agência a ter uma posição mais firme sobre o fim da cobrança de dados na #Internet, especialmente a de banda fixa. 

O Anonymous diz que a ação é "Hackativista" e tem o intuito de dar liberdade à informação no Brasil. A organização, ao divulgar o comunicado, relata que os computadores da Anatel estão sequestrados há algumas horas.

Publicidade
Publicidade

As máquinas só serão devolvidas, quando a Anatal tomar uma decisão que seja favorável aos usuários brasileiras. A Agência tem sido muito criticada nos últimos tempos, especialmente após chegar a autorizar empresas a mudar a cobrança de quem usa mais internet. As reclamações foram tantas que a Agência precisou recuar, mas o processo pode ser realizado em um futuro próximo, o que mobilizou a ação do Anonymous. 

De acordo com o site 'TecMundo', a Agência das Comunicações foi procurada, mas não respondeu aos questionamentos da reportagem. Rapidamente, o assunto passou a ser um dos mais buscados da internet. Internautas apoiaram a suposta ação do grupo polêmico. "Muito bem, já que os governantes parecem não ligar para os brasileiros, nem mesmo a agência que deveria lutar pelos beneficiários, pelo menos tem alguém que tem", disse um seguidor do Anonymous no Facebook.

Publicidade

A atitude do grupo, caso comprovada, no entanto, pode ser considerada #Crime grave, já que envolve a obtenção de dados e informações sigilosas de uma entidade ligada ao governo federal. A Polícia Federal, por exemplo, poderia entrar no caso para tentar identificar os infratores. Não é a primeira vez que o Anonymous provoca polêmicas na internet. Em 2012, durante os protestos por transporte público, o grupo invadiu diversos sites em protesto contra os aumentos das passagens em todo o Brasil.