Após ser internado por conta de um cálculo renal, o prefeito do município do Rio de Janeiro Eduardo Paes voltou a virar alvo de polêmicas nesta segunda-feira, 11. Ele deu uma polêmica entrevista ao jornal britânico "The Guardian", na qual disse que os jogos olímpicos eram  uma "oportunidade perdida". A fala do prefeito se soma a outras que tem deixado todos perplexos faltando poucos dias para a realização da competição que entrará na história brasileira. O peemedebista já havia dito durante uma conversa no Twitter neste domingo, 10, que um morador descontente era chato e que ele deveria se mudar da cidade por estar incomodado.

"Gente, o Paes não deve estar bem.

Publicidade
Publicidade

Acho que essa cirurgia que ele fez pode ter mexido com a consciência dele, não é possível que ele consiga falar tanta besteira", disse um carioca bem irritado com o governante da primeira cidade da América do Sul que receberá os jogos olímpicos. Na entrevista ao jornal inglês, Eduardo ainda criticou a mídia internacional, que tem tratado o Brasil como um lugar exótico e violento, dando ênfase à Zika, por exemplo, uma doença que pode causar a microcefalia nos fetos de mulheres grávidas.

Nesse fim de semana, uma campanha publicitária internacional mostrava o Rio com macacos, florestas e onças,não muito parecido com a realidade. Nem mesmo a Amazônia, cuja região é predominantemente de floresta, tem só a natureza marcante como chamariz de turistas. Muita gente acaba acreditando que essa imagem é real e decide não fazer qualquer viagem para o Rio de Janeiro.

Publicidade

Na entrevista, o prefeito ainda lembrou da crise econômica e política pelo qual o Brasil está passando. Segundo ele, o estado tem reclamado demais da crise e não pode culpar os jogos pelos problemas financeiros dos últimos tempos. Paes chegou a mandar os secretários fazerem seu trabalho ou pedirem para sair depois que o presidente em exercício, Michel Temer, do PMDB, decidiu doar quase R$ 3 bilhões para socorrer os cofres públicos. De fato, algo muito estranho parece ocorrer por lá.  #Rio2016