Difícil foi saber quem gostou. Nesta segunda-feira, 25, a Vila dos Atletas, no Rio de Janeiro, ainda era alvo de críticas por não só estar inacabada, como também exibir diversos problemas em sua estrutura. O #Governo brasileiro diz que não tem nada a ver com isso. Em entrevista coletiva, o presidente do Comitê Olímpico da Argentina, Gerando Werthein, voltou a dizer que os apartamentos estavam inabitáveis. Ele praticamente repetiu uma crítica que já havia sido feita pelos atletas e pelo Comitê da Austrália, dizendo que a região dos edifícios olímpicos está "inabitável". Mais cedo, quem realizou críticas foram os atletas do Quênia, que pediram através de um mural para que consertassem o banheiro do apartamento deles. 

Já de acordo com Geraldo Werthein, pelo menos dois de cinco andares do edifício que receberia a Argentina está com graves problemas na parte elétrica e também em encanamentos. “Há uma série de problemas de todos os tipos", começou ele a detalhar o que ocorria na Vila Olímpica.

Publicidade
Publicidade

"Os apartamentos, apesar de estarem terminados por fora e parecerem prontos por dentro, quando foram testados, deixaram alguns problemas evidentes”, explicou ele aos jornalistas. Em seguida, ele revelou que muitos dos atletas queriam ir para a Vila assim mesmo, mas que por motivos de segurança isso não seria permitido. Ele ainda disse que seria esperado que a situação fosse contornada o mais rápido possível. 

Caso do Canguru

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, do PMDB, chegou a fazer piadas com o assunto. Ao comentar as críticas que chegaram da Austrália, ele disse que faria tudo para deixar os atletas felizes, inclusive, deixar cangurus na porta do hotel dos atletas. O animal é um dos símbolos do país da Oceania. O Comitê Olímpico australiano não gostou e disse que o que precisava naquele momento era de "encanadores" e não "cangurus", explicando que torneiras não saiam água, vasos estavam entupidos e o chão da Vila tinha esgoto por toda a parte.

Publicidade

O assunto teve grande repercussão em todo o mundo.  #Rio2016