Até mesmo os mais amantes fãs das Olimpíadas não estão conseguindo fazer grandes defesas aos jogos. Isso porque faltando poucos dias da abertura oficial do evento, muitos desastres estão acontecendo com as obras que acabaram de ser inauguradas. Neste domingo, 24, por exemplo, o asfalto próximo ao estádio do Maracanã simplesmente desabou. Motoristas que passavam pelo local tiveram que prestar toda a atenção possível. As primeiras informações é de que ninguém ficou ferido com a cratera, mas ela poderia ter causado um grande acidente. A cratera foi aberta a cerca de cem metros do Museu do Índio, que fica ao lado do estádio que sediará a abertura do evento a partir das 20h do dia 05 de agosto, tendo shows de grandes números da cultura nacional, como a funkeira Anitta e o cantor Gilberto Gil.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações do jornal Extra, o asfalto teria cedido ainda no sábado, 23. Por conta do acidente, três das quatro faixas da via foram interditas e tudo virou um enorme canteiro de obras, tendo direito até à uma retroescavadeira, como dá para ver no fundo da imagem. O trânsito acabou ficando congestionado. A Cedae, que é a concessionária de água da cidade maravilhosa. A empresa não deu qualquer prazo para que as obras sejam concluídas e o transtorno na vida dos cariocas seja diminuído. Por isso, é bom ter cuidado nesta segunda-feira, 25, quando volta o trabalho normal na cidade. 

A assessoria de imprensa da empresa revelou ao Extra que a operação estava programada porque técnicos da Cedae fizeram uma avaliação, na qual notaram uma depressão na região. Não é a primeira vez que o local passa por uma situação desse tipo.

Publicidade

Uma cratera enorme acabou abrindo por conta da tubulação que estourou. Nessa situação anterior, a via que fica próxima ao maior estádio do Brasil ficou completamente alagada e o trânsito teve que ser totalmente interrompido. 

A empresa disse também que os profissionais tentam agora saber quando o vazamento e onde ele ocorreu. Apesar da via ter ficado alagada, a Cedae garante que o fornecimento de água não foi parado na região.  #Rio2016