Na madrugada deste sábado, 23, o cantor Wesley Safadão passou por momentos de apuros. Isso porque a família dele foi alvo de um atentado no bairro Serrinha, em Fortaleza. A casa onde mora a mãe do cantor do hit '99% anjo, perfeito, mas aquele ´1% é vagabundo", Maria Valnira Silva de Oliveira, foi alvo de assaltantes. Os homens, no entanto, não tiveram sucesso durante a empreitada. Dois deles foram mortos e morreram no próprio local, como confirma neste domingo, 24, o portal de notícias R7. a mãe de Wesley Safadão, que é conhecida como Dona Bill, não teria ficado ferida durante a ação criminosa. 

No local também funciona o escritório do cantor que mistura forró e sertanejo.

Publicidade
Publicidade

No momento da tentativa de assalto, ele não estaria no local. De acordo com testemunhas entrevistadas pela TV Record, os suspeitos morariam no bairro, quando viram um amigo de Safadão falando pelo aparelho de celular na entrada principal da casa da mãe do cantor. Os homens, que não tiveram as identidades reveladas, decidiram então armar a ação criminosa. 

Os dois se aproximaram usando uma motocicleta. Em seguida, vendo que havia alguém na calçada, eles roubaram o celular e a carteira do amigo do profissional da música. A casa da mãe de Safadão, no entanto, tem forte aparato de segurança. Um dos homens, que estava na guarita, acabou vendo o assalto e não teve dúvidas, esperou os assaltantes saírem de perto da vítima e atirou contra eles. Os dois foram mortos praticamente no momento dos disparos. 

O motociclista morreu no local.

Publicidade

O segundo homem ainda correu, mas faleceu em uma rua próxima após não resistir. De acordo com informações dos moradores da região, além de assaltarem o amigo de Safadão, os homens tentaram invadir o escritório da mãe do cantor. Ela estaria trabalhando no momento da confusão. É Dona Bill quem agencia a vida e a carreira do filho, que chegou a receber cachê de até R$ 700 mil por cada apresentação. Wesley Safadão e a mãe, Dona Bill, não foram localizados para comentar o assunto, mas estão bem.  #Crime #Investigação Criminal