Nesta sexta-feira, 08, a pastora Bianca Toledo publicou um vídeo em sua rede social comentando acusações de que ela teria inventado o abuso sofrido pelo próprio filho, um menino de cinco anos. O ex-marido dela, o pastor Felipe Garcia Heiderich, chegou a ser preso por conta das acusações. Ele recebeu liberdade provisória de Bangu 10, mas continuará a responder pelo #Crime de pedofilia. Segundo Bianca, ela jamais enganaria a todos. A religiosa explicou que deu uma entrevista para um jornalista, mas que ele manipulou tudo o que ela disse. "Eu tive que ligar para o jornal e pedir que alterassem. Enquanto eu falava, ele digitava. Ele deu a entender que eu sabia do caso há muito tempo, mas não é verdade.

Publicidade
Publicidade

Eu descobri tudo há pouco mais de 20 dias e estou tão perplexa como todos vocês", disse ela. 

Ainda no vídeo, a ex-cantora que ficou conhecida em todo o país durante o 'Programa Raul Gil', aproveitou para negar que queira aparecer por conta da tragédia do filho. Ela disse que não tem dado entrevistas sobre o caso. No entanto, alguns jornais garantem que conversaram com ela. Segundo Bianca, ela não disse sequer o nome do filho em suas publicações, mas infelizmente esse acabou vazando. A pastora é uma personalidade na web e a família dela era tida como "perfeita" até então. A família postava constantemente fotos que mais pareciam de campanhas publicitárias.

Segundo Toledo, além de abusar sexualmente do enteado, Felipe Heiderich teria sido internado após assumir sua homossexualidade latente.

Publicidade

Ela conheceu ele poucos meses depois de se recuperar do rompimento do intestino após o parto. O drama de Bianca foi acompanhado nas redes sociais. 

Ao jornal Extra, ela disse que o fato da justiça ter concedido liberdade ao ex-marido era "sem nexo". Felipe estava preso desde terça-feira em Bangu 10. Ele teria ido para lá depois de passar por uma clínica psiquiátrica. Diversas personalidades religiosas e até o Senador Magno Malta, do PR do Espírito Santo, pronunciaram-se sobre o episódio. Para Malta, pedófilos merecem prisão perpétua. 

Veja abaixo as declarações da pastora que está gerando repercussão nas redes sociais:

#Investigação Criminal