Apenas nesta quarta-feira, 06, um ato a favor do deputado federal Jair Bolsonaro, eleito pelo PSC do Rio de Janeiro, ganhou repercussão na internet. A manifestação realizada na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, exibe o político em tom de comemoração ao lado de personagens conhecidos dos cariocas, como um homem vestido de Batman e o ator Paulo Cesar Rocha, mais conhecido como o 'Paulo Cintura', personagem do programa 'Escolinha do Professor Raimundo', da Rede Globo de Televisão. Em dado momento, o parlamentar decidiu surpreender a multidão e pulou do veículo em que estava. De uma van, ele se jogou na galera, mas acabou sofrendo um pequeno acidente de percurso.

Publicidade
Publicidade

O político tentava realizar um ato conhecido por artistas do rock, quando esses se jogam no público. Esse tipo de tentativa é conhecido como "mosh". No entanto, algo deu errado. Talvez ele não tenha dito com clareza quando pularia. O político acabou não tendo tanta sorte e a plateia não conseguiu segurá-lo. E quem disse que isso seria um problema para ele? Nem pensar! O pré-candidato à presidência em 2018 rapidamente foi ajudado pelos fãs e se levantou. De acordo com uma fonte da Blasting News, Bolsonaro brincou com a situação. "Estava do lado do Batman e achei que era o  super homem. Pelo menos estou alçando voos cada vez maiores", disse ele rindo.

Um vídeo que foi parar nas redes sociais mostra o parlamentar do PSC abraçando outras pessoas. Ele rapidamente foi acolhido pelos "bolsonáticos" e está fazendo sucesso até com as quedas.

Publicidade

O ato em questão foi para reivindicar uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A instituição decidiu abrir um inquérito contra Bolsonaro justamente no momento em que ele anuncia sua candidatura à presidência. No entanto, a briga em questão que será investigada é antiga. No fim de 2014, ele disse à deputada federal Maria do Rosário que ela não merecia ser estuprada. Por isso, ele tem sido acusado de estimular o crime de estupro, coisa que ele nega. E você, o que pensa do assunto?  #Governo #PT #Impeachment