O apresentador e âncora Boris Casoy, da TV Bandeirantes, comentou na madrugada desta sexta-feira, 08, durante sua participação ao vivo no 'Jornal da Noite', uma notícia que chocou muitos brasileiros. O Supremo Tribunal Federal (STF) solicitou que bonecos infláveis do Ministro da corte Ricardo Lewandowski e do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, fossem investigador pela Polícia Federal. Os bonecos foram usados durante as manifestações a favor do impeachment em São Paulo. Ambos os juristas foram tratados como apoiadores do Partido dos Trabalhadores (PT), legenda que reelegeu Dilma. 

Na decisão que pede as investigações, a chefia de segurança do Supremo Tribunal Federal diz que a manifestação com os bonecos foi um grave atentado à honra dos retratados.

Publicidade
Publicidade

Boris Casoy não pensa assim e criticou o fato da corte fazer a Polícia Federal apurar algo tão banal. "É uma piada, né?", começa o apresentador na sua intervenção. "Não dá nem para entrar no mérito dessa história. Com essa atitude, o Supremo consegue dar uma dimensão gigantesca à uma brincadeira política, que já havia caído no esquecimento", opina ele durante a transmissão ao vivo do telejornal.

O jornalista continua com sua revolta e decide falar "verdades", expondo bem o que pensa. "Por favor, senhores. O Supremo tem coisas mais importantes para tratar", encerra ele de foram eloquente. Não demorou muito para que a fala do apresentador fosse muito repercutida nas redes sociais. Grupos no Facebook já chamam o comunicador de herói e representante da democracia. 

"O Boris só falou o que a maioria pensa.

Publicidade

Como o Supremo pode mandar a Polícia Federal investigar um boneco? Pior, um boneco usado em uma manifestação. Isso parece ser um ato claro contra a democracia, como se os Ministros não pudessem ser criticados", opinou um internauta. É bom lembrar que o boneco mais famoso, conhecido como "Pixuleco", vira e mexe retorna aos protestos. Ele representa a figura do ex-presidente Lula vestido de presidiário. 

Veja abaixo o vídeo em que o apresentador Boris Casoy deu um bom puxão de orelha na mais alta corte do país:

#Governo #Justiça #É Manchete!