O boxeador australiano Daniel Lewis usou as redes sociais para comentar as condições ruins da Vila dos Atletas, localizada na Zona Oeste, no Rio de Janeiro. Em inglês, ele usou o Facebook para repercutir o fato de sua delegação, a da Austrália, não ter permitido que seus atletas ficassem no local. O grupo de especialistas do país disse que a Vila estava "inabitável". "Que piada... Atleta de elite representando o seu país no mais alto nível e é isso que o mundo tem para oferecer", escreveu ele gerando grande repercussão nas redes sociais. Uma das representantes do Comitê Olímpico da Austrália chegou a dizer que essa é a quinta vez que participa dos jogos e que nunca viu um despreparo tão grande de um país.

Publicidade
Publicidade

O atleta que chamou a situação da Vila dos Atletas de piada fará sua estreia em Olimpíadas  justamente no Rio de Janeiro. Aos 22 anos de idade, o boxeador é considerado um dos possíveis grandes gênios do esporte de seu país. Ele participará do boxe na categoria super médio, que tem atletas pesando até 75 kg. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, do PMDB, tentou amenizar as polêmicas com os australianos. Ao fazer a abertura da vila oficialmente neste domingo, 24, ele disse que estava quase colocando cangurus na porta do hotel onde a delegação estrangeira irá permanecer, já que por enquanto, nenhum dos atletas do país permanecerá no local. 

O Comitê local não gostou e disse claramente que não precisava de cangurus, mas sim de encanadores, lembrando que testes foram feitos não só em um quarto, mas sim em diversos andares.

Publicidade

Houve até uma pane elétrica enquanto chuveiros eram ligados. Para a delegação, o local não é nem um pouco seguro. Fotos de instalações elétricas abertas, prédios sem lâmpadas, chão inundado e até a falta de extintores de incêndio foram feitas pela delegação. 

O caso teve grande repercussão em todo o mundo. O comitê disse que tentaria corrigir as falhas nos próximos dias. A Austrália disse que ficaria com seus atletas em hotéis até pelo menos quarta-feira, 27, quando haveria uma nova análise.  #Governo #Rio2016