Felipe Heiderich, ex-marido da pastora Bianca Toledo, que se encontra preso acusado de abusar sexualmente de seu enteado de apenas cinco anos, poderá responder pelo #Crime em liberdade. O juiz Paulo Cezar Vieira, da 17ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, acolheu a denúncia oferecida pelo Ministério Público contra o pastor.

Como Felipe se encontrava preso temporariamente e o Ministério Público não solicitou que a prisão fosse convertida em preventiva, ele poderá responder em liberdade, mas deverá usar tornozeleira eletrônica e se manter longe do menino e de Bianca Toledo. 

O juiz explicou que a prisão temporária só é válida na fase de inquérito, momento em que são apurados os fatos, e que a partir da hora em que o MP oferece a denúncia do crime, o inquérito é encerrado, e se não há pedido de prisão preventiva, o réu pode aguardar o julgamento em liberdade.

Publicidade
Publicidade

No caso de Felipe, o MPRJ pediu apenas medidas cautelares, por isso, o magistrado estabeleceu que o réu se mantenha afastado da vítima e de sua mãe, a uma distância mínima de 250 metros, e além disso será controlado por tornozeleira eletrônica, não podendo sair da cidade do Rio de Janeiro - inclusive, foi solicitado que ele entregue seu passaporte.

Prisão ocorreu na segunda-feira 

Felipe se encontra preso desde a segunda-feira (4), no Complexo de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro, e a solicitação de revogação da prisão foi feita pelo MPRJ nesta sexta feira (8). Segundo a assessoria do órgão, foi possível conseguir na etapa de investigação os dados necessários para apresentar a denúncia contra o acusado. Segundo a promotoria, Felipe Heiderich teria praticado atos libidinosos contra o filho de sua esposa diversas vezes, até a data de 11 de junho, por isso mesmo foi denunciado por estupro de incapaz. 

O promotor apresentou a denúncia contra Felipe baseado nas investigações realizadas pela Delegacia da Criança e Adolescente, DCAV, local onde Bianca Toledo denunciou seu marido no dia 22 de junho, por abusos contra o seu filho.

Publicidade

Um pedido de habeas corpus, protocolado pelo advogado de Felipe, foi negado pela desembargadora Maria Sandra Kayat, na quarta-feira. O advogado de Felipe, Leandro Meuser, afirmou através da página do Facebook do acusado, também na quarta-feira, que as acusações contra o cliente são falsas, mas que a polícia fará as investigações para esclarecimento de toda a verdade. #Famosos #Casos de polícia