Neste domingo, 17, era esperada a presença do atleta Diego Hypólito no 'Domingão do Faustão'. Ele chegou a ir até a Rede Globo de Televisão, mas teria sido impedido de entrar no ar pelo Comitê Olímpico Internacional. Faustão começou o quadro perguntando o que havia acontecido para o atleta não aparecer na telinha. Quem respondeu foi a irmã dele, Daniella, que também participava do quadro musical, o 'Ding Dong'. Daniella mentiu e disse que o irmão teve um compromisso com a seleção. Fausto Silva imediatamente desmentiu ela e disse que ele foi proibido de entrar após o técnico ser afastado por conta de acusações de abuso sexual. 

O comentarista esportivo Caio Ribeiro teve que ser chamado às pressas.

Publicidade
Publicidade

No entanto, ele que estava trabalhando nas transmissões esportivas não havia chegado até o início do programa. Faustão chegou a chamar uma pessoa da plateia para entrar no lugar de Diego. Depois de um intervalo comercial e já com Caio ajudando Daniella no quadro, Faustão fez um desabafo. Ele informou que Diego Hypólito estaria chorando nos bastidores, pois teria sido proibido pelo Comitê Olímpico brasileiro de aparecer no ar. "Esse comitê é imbecil, assim como essa olimpíada", disse muito irritado o apresentador. 

Imagens do atleta disputando o solo foram exibidas enquanto o apresentador esculachava o Comitê Olímpico Brasileiro. Faustão disse então que se Diego entrasse no palco seria expulso das Olimpíadas. O atleta estaria no telefone e nos bastidores da TV Globo, no estado de São Paulo.

Publicidade

Ele é uma das principais esperanças de medalha do Brasil. 

Ainda no ar, Fausto Silva pediu que a direção da TV Globo entrasse em contato com os responsáveis pelos atletas brasileiros para que tivesse uma resposta sobre o acontecido. Até o fechamento desta reportagem, o Comitê ainda não havia respondido Fausto. O público apoiou o apresentador, que passou por cima da própria emissora, que patrocina os jogos. Silva foi aplaudido de pé pela plateia e até pelos convidados, entre eles o jogador de futebol masculino, Neymar. #Governo #Rio2016